terça-feira, 4 de abril de 2017

WINDOWS 10 CREATORS UPDATE


TUDO É RELATIVO: O TEMPO QUE DURA UM MINUTO DEPENDE DE QUE LADO DA PORTA DO BANHEIRO VOCÊ ESTÁ.

Segundo o site norte-americano de tecnologia Neowin, a Microsoft antecipou a liberação da atualização Windows 10 Creators Update (build 15063 ou versão 1703), cujo lançamento oficial deve acontecer no próximo dia 11. Ao que tudo indica, a grande procura sobrecarregou os servidores e a empresa resolveu tirar do ar os links para download das ISO (Windows10_InsiderPreview_Client_x64_en-us_15063.iso para a versão de 64-bit e Windows10_InsiderPreview_Client_x32_en-us_15063.iso para a de 32-bit).

A atualização traz um editor de músicas, suporte aprimorado para canetas touch e novos temas para o sistema operacional, além de melhorias de performance de software de edição de vídeo e modelagem 3D, melhorias na segurança e apps voltados a experiências de realidade mista, que reúne propostas de acessibilidade e entretenimento com as realidades aumentada e virtual.

Sinta-se à vontade para tentar seguir o link correspondente à sua versão do Windows, se quiser. Eu, particularmente, recebi uma mensagem de erro (403 – Forbidden) quando tentei baixar a versão compatível com o meu sistema, no último dia 31. Além disso, é possível que o conteúdo ainda apresente bugs e outros problemas que deverão ser sanados até o lançamento oficial, na próxima semana. 


COISAS DO BRASIL

Além de debelar a corrupção institucionalizada pelo lulopetismo e prontamente incorporada por políticos dos partidos que integravam a base aliada dos governos de Lula e Dilma, a Lava-Jato vem recuperando bilhões de reais desviados pelo esquema do Petrolão e seus afluentes. Em três anos de atividade, a operação identificou maracutaias no valor de R$ 38 bilhões, e reincorporou R$ 6,4 bilhões através de ações penais e de improbidade administrativa.

Segundo VEJA, uma recente contribuição a esse “processo civilizatório” foi dada por Nestor Cerveró ― ou “Lindinho”, como ele era chamado por seus comparsas por razões que dispensam explicação; afinal, basta reparar na ilustração de postagem ―, que devolveu R$ 6 milhões como parte do ressarcimento que se comprometeu a fazer em seu acordo de delação premiada. A pergunta é: de onde ele tirou essa dinheirama toda, se foi condenado por corrupção e lavagem de dinheiro e está há três anos sem trabalhar? A resposta é: da venda de um duplex de 300 metros quadrados em Ipanema (bairro nobre da zona sul carioca), comprado assumidamente com dinheiro sujo. A questão é que o imóvel foi vendido por R$ 7 milhões, e Cerveró embolsou a diferença.

A proeza de lucrar com a corrupção pregressa aconteceu no início deste mês e é fruto do acordo de delação que “Lindinho” celebrou com a Justiça. Em circunstâncias normais, um bem adquirido com dinheiro ilícito seria confiscado, mas Cerveró conseguiu que o imóvel continuasse sendo propriedade sua e, assim, pôde concluir o negócio. Aliás, esse apartamento foi o alicerce da acusação que resultou em sua condenação a 5 anos de cadeia (pena que ele vem cumprindo em regime de prisão domiciliar).

Em 2015, VEJA já havia revelado que o apartamento em questão havia sido registrado em nome de uma offshore uruguaia criada em 2008, que se dizia interessada no mercado imobiliário carioca, mas que, durante toda a sua existência, comprou apenas um único bem no Brasil (quem adivinhar ganha um doce). A revista revelou publicou também e-mails que tratavam da criação da tal offshore e da compra do imóvel, trocados entre advogados no Uruguai e “Lindinho” ―, que, depois de muito negar, assumiu que era o dono de ambos os bens.

Confira minhas atualizações diárias sobre política em www.cenario-politico-tupiniquim.link.blog.br/
Postar um comentário