quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Cuide bem... continuação

Monitores CRT (anacrônicos, mas ainda utilizados por muita gente) trabalham com tensões internas bastante elevadas, o que implica em grande aquecimento, especialmente se não receberem boa ventilação (evite confinar seu monitor entre paredes ou prateleiras, bem como cobrí-lo com paninhos, toalhinhas e - principalmente - ligá-lo sem antes remover integralmente a capa plástica de proteção). Na hora da faxina, desligue o aparelho da tomada ou do estabilizador (puxando sempre pelo plugue) e limpe a carcaça plástica com uma esponja macia LEVEMENTE UMEDECIDA em água morna e algumas gotas de detergente neutro; na tela, use um produto apropirado (vendido em lojas de informática) ou uma solução fraca de água morna e álcool isopropílico (depois, esfregue delicadamente um pano seco para tirar as manchas).
Ao configurar o monitor, evite o brilho excessivo - que não só resulta em perda de qualidade da imagem, mas também acelera o desgaste do tubo (se houver uma programação de auto-ajuste, utilize-a). Vale lembrar que a perda do sincronismo na imagem e cintilações indesejáveis (efeito flicker) são problemas que podem geralmente ser resolvidos mediante o ajuste das freqüências de varredura horizontal e vertical (consulte o manual para saber quais as frequências recomendadas e os valores máximos suportados pelo aparelho).
Utilize somente caixas de som apropriadas para informática (as demais podem magnetizar as bobinas de deflexão e provocar distorções permanentes na imagem) e configure um "protetor de tela" (programinha que substitui uma imagem estática por animações quando o usuário não movimenta o mouse nem utiliza o teclado por um espaço de tempo pré-definido); os mais eficientes escurecem totalmente a tela e mantêm algum tipo de figura em constante movimento (quanto maior for a área da tela mantida escura, menor será o desgaste do tubo).Para configurar um protetor de tela, clique com o botão direito num ponto vazio da Área de Trabalho e escolha Propriedades; na tela das Propriedades de Vídeo, clique na aba Proteção de Tela e faça as respectivas configurações.

Observação: O Windows oferece diversas opções de protetor de tela, uma das quais certamente deverá lhe agradar (resista à tentação de baixar screen savers oferecidos na Internet, porque esses arquinhos executáveis podem infectar seu sistema com vírus ou outras pragas virtuais). Se não quiser usar um protetor, desligue o monitor manualmente - ou configure o sistema para fazê-lo automaticamente - sempre que o PC ficar ocioso por uns 10 ou 15 minutos (na tela das Propriedade de Energia, selecione a aba Proteção de Tela, clique no botão Energia e faça os ajustes necessários). Assim, além de proteger sua tela, você estará economizando energia elétrica.

Já os monitores LCD operam com outra tecnologia (consulte postagens anteriores via Pesquisar Blog para saber mais detalhes). Eles dispensam o cinescópio e seus agregados, sendo portanto mais leves, finos e elegantes, além de não estarem sujeitos ao efeito flicker, consumirem menos energia e produzirem menos calor do que os modelos de tubo. Como o tamanho de sua carcaça também é menor, eles tendem a acumular menos poeira (tanto interna quanto externamente); para limpá-los, use apenas um pano seco que não solte fiapos. Caso seja necessário remover a gordura e a marca de dedos na tela (situação mais comum em notebooks), umedeça levemente o pano com álcool isopropílico ou utilize um spray à base de isopropanol, tomando o cuidado de aplicar o líquido no pano e, só depois, passá-lo na tela.
Quando faxinar seu computador, não se esqueça do teclado, que pode ser desmontado e ter as teclas removidas e higienizadas (na parte interna, use o pincel e o mini-aspirador de pó).
Finalmente, mas nem por isso menos importante, o teclado, que apesar de ser um dispositivo relativamente barato, também deve ser protegido de poeira e umidade por uma capa plástica apropriada. Além disso, evite comer ou beber enquanto estiver operando o computador (é comum usuários deixarem cair água, café, refrigerante, farelos de biscoito entre as teclas, como se já não bastassem os fios de cabelo e de barba que se acumulam no interior desse dispositivo). Pressione as teclas gentilmente e evite torcer flexionar o cabo exageradamente (há quem mude o teclado de lugar a todo instante, colocando-o no colo ou empurrando-o para o lado, para abrir espaço na mesa, prática que acaba provocando mau contato devido ao rompimento dos fios). Se você for adepto de games - ou tiver filhos que o sejam - compre um joystick (além de ser muito melhor para jogar, esse dispositivo evita que o teclado seja castigado durante jogos, especialmente os de luta e combate).

Observação: Segundo alguns especialistas, o teclado só perde para os carrinhos de supermercado em termos de acúmulo de germes e bactérias. Para saber mais, ouça a entrevista do "Dr. Bactéria" (diretor técnico da Microbiotecnica - http://www.microbiotecnica.com.br/). Para fazer o download do arquivo (.MP3), clique aqui.
Até amanhã.

Postar um comentário