domingo, 15 de outubro de 2006

Desempenho do PC - Problemas e soluções

Todo mundo que usa computador deve ter reparado que a máquina vai se tornando progressivamente mais lenta, até se tornar uma verdadeira carroça, não é mesmo? Quanto tempo isso leva para acontecer é uma questão que depende dos recursos de hardware, dos softwares instalados e da aplicação exigida pelo usuário, mas uma coisa é certa: mais hora, menos hora, você vai sentir na pele esse desconforto.
Entretanto, a solução nem sempre é partir para um upgrade de hardware ou simplesmente substituir seu computador "cansado" por outro novinho em folha e de ultimíssima geração (uma máquina de topo de linha também irá sofrer os efeitos do tempo e, pior, tornar-se-á desatualizada rapidamente, por conta das novidades lançadas pelos fabricantes em intervalos cada vez mais curtos).
Claro que tudo tem seu tempo de vida útil. Não seria mesmo de se esperar que um PC configurado para a realidade vigente na virada do século, por exemplo, continuasse adequado às exigências dos softwares atuais, cujo apetite voraz por processamento, memória, espaço em disco e recursos de vídeo apressam o surgimento de novas soluções de hardware - as quais, por seu turno, levam ao desenvolvimento de programas ainda mais exigentes, num circulo vicioso (ou virtuoso) sem fim.
Sem descer a detalhes que fugiriam aos propósitos desta matéria, vamos considerar que, para rodar o Windows XP com algum fôlego - lembrando que ninguém usa apenas o sistema operacional, mas também um vasto leque de aplicativos (como o MS Office, um pacote de segurança, um navegador e um cliente de e-mail, programas para baixar e gravar músicas, filmes etc.) - o ideal seria dispor de um processador - ou CPU - de primeiro time (Pentium4 ou Athlon XP), fartura de espaço em disco e 512 MB de RAM.
Máquinas modestas, de configuração menos parruda, também conseguem dar conta do recado, é claro, mas não espere um desempenho vertiginoso de um micro com alguns anos de estrada, especialmente se você é daqueles que continuam trabalhando enquanto o antivírus faz uma varredura completa no sistema (se for capaz disso, meus parabéns).
Mas vamos à boa notícia: existe uma forma simples e prática de melhorar a performance da sua máquina. E isso não envolve gastos com novos componentes ou programas sofisticados.
Milagre? Não, esse não é o nosso departamento, embora haja quem espere isso da gente...
Enfim, interessa mesmo dizer que, mediante alguns procedimentos de manutenção preventiva e corretiva, você pode dar "um gás" ao seu sistema.
Quer saber como? Então continue conosco, que amanhã tem mais.


Postar um comentário