quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Bits e Bytes

Bits e bytes representam coisas diferentes, embora a semelhança dos nomes, especialmente nas abreviações, dê margem a confusões bastante comuns.
"Bit" é a forma reduzida de "BInary digiT", a menor unidade de informação que pode ser manipulada pelo computador. Oito bits formam um "Byte" - acrônimo de "BinarY TErm" - que pode corresponde a uma letra, número, sinal ou caractere que enviamos via teclado (ou através de outro dispositivo de entrada de dados e instruções, com base na tabela ASCII) quando operamos o computador.
Vale lembrar que, mesmo quando trabalhemos com textos, figuras, músicas e animações, o PC sempre interpreta as informações sob a forma de enormes conjuntos de zeros e uns (já que utiliza o sistema binário). Tudo que é carregado na memória, processado e armazenado em disco ou em mídia removível é representado dessa forma, desde letras, símbolos e algarismos até imagens, instruções e comandos operacionais. Isso talvez nos pareça estranho, mas é porque estamos mais habituados ao sistema decimal.
Qualquer grandeza decimal pode ser convertida para o sistema binário (e vice-versa). Para transformar um valor decimal em binário, basta dividí-lo por 2 sucessivas vezes, até chegar a 1 dividido por 2. Como qualquer número dividido por 2 sempre terá 0 ou 1 como resto, em cada etapa, sempre que a divisão for exata, você deve anotar 0 (zero); se sobrar "resto", você deve marcar 1. Ao final, é só ler os resultados "de baixo para cima". A título de ilustração, veja a seguinte correspondência de valores:

1 Byte = 8 bits
1 Kilobyte (ou KB) = 1024 bytes
1 Megabyte (ou MB) = 1024 kilobytes
1 Gigabyte (ou GB) = 1024 megabytes
1 Terabyte (ou TB) = 1024 gigabytes
1 Petabyte (ou PB) = 1024 terabytes
1 Exabyte (ou EB) = 1024 petabytes
1 Zettabyte (ou ZB) = 1024 exabytes
1 Yottabyte (ou YB) = 1024 zettabytes

Voltando agora ao que interessa, por uma questão de convenção, o bit e seus múltiplos (quilobit, megabit, gigabit) são utilizados para expressar "velocidade" (de transferência de dados entre dois dispositivos computacionais), ao passo que o byte e seus múltiplos (quilobyte, megabyte, gigabyte) expressam tamanho (de um arquivo, por exemplo) e capacidade (de armazenamento de dados, como nos módulos de memória, discos rígidos, etc.). Essas grandezas determinam também o "comprimento da palavra" do computador, ou seja, a quantidade de bits que o PC utiliza na composição das instruções internas (8 bits, palavra de 1 byte; 16 bits, palavra de 2 bytes; 32 bits, palavra de 4 bytes, e assim por diante), mas isso já é uma outra história.
Importante lembrar que valores expressos em bits devem ser grafadas com o "b" da sigla minúsculo (como em Mb, por exemplo), ao passo que os expressos em bytes devem ser grafados com "B" maiúsculo (como em GB, por exemplo).
A propósito: o site "Dicas úteis do Cassão" (www.cassao.eti.br/) oferece, dentre outras informações interessantes, "tabelas dinâmicas" para conversão de bits para bytes (ida e volta) e de números decimais para binários (e vice-versa). Fica a sugestão.
Bom fim de semana a todos - já que amanhã, aniversário de São Paulo, é feriado aqui no pedaço.
Postar um comentário