segunda-feira, 31 de março de 2008

Cookies

Já vimos que cookies são pequenos arquivos gerados pelos sites para monitorar a navegação, direcionar conteúdos e quantificar visitas a páginas web. Eles são salvos pelo navegador (podendo permanecer ativos por mais de 30 anos) para que não precisemos repetir alguns dados ao preencher cadastros quando voltamos a uma determinada página, por exemplo, ou para medir o acesso aos sites, identificar o meio pelo qual chegamos até ali e quais as seções que mais despertaram nosso interesse.
Segundo a Microsoft, os cookies permitem que os websites personalizem seu conteúdo conforme o perfil pessoal de navegação do usuário, descartando páginas que o internauta não usa e concentrando a navegação nas informações “úteis”.
Há quem confunda os cookies com os arquivos temporários de Internet (no Windows, os temporários são armazenados na pasta “Temporary Internet Files” e devem ser apagados de tempos em tempos), mas os primeiros não oferecem grande risco à nossa segurança, embora possam comprometer nossa privacidade se forem acessados por crackers ou outros indivíduos mal intencionados (segundo a Symantec, crackers utilizam golpes em XSS e até técnicas de Phishing para colher os dados disponíveis nos cookies).
O lado bom da hisória é que é fácil bloquear e apagar os cookies: No Internet Explorer, vá ao menu “Ferramentas”, clique em “Opções de Internet” e na guia “Privacidade” (você pode escolher um dos níveis de bloqueio, que vão desde aceitar até bloquear todos os cookies). Para excluir os cookies basta acessar a guia “Geral” e clicar em “Excluir cookies”.
No Firefox, clique em "Ferramentas" > "Opções" > "Privacidade" e assinale "Sites podem definir cookies". Para manter os cookies dos sites confiáveis, clique em "Exceções" e insira no campo "Endereços do site" as URLs cujos cookies primários você deseja manter; clique em "Permitir" para cada uma delas, clique em "Fechar" e OK (se estiver usando o Firefox 1.5, clique em "Ferramentas" > "Opções" > "Privacidade" > "Cookies" e assinale "Sites podem definir cookies"; escolha "Exceções" e habilite os websites que você visita regularmente).
Vale lembrar que muitos sites não irão funcionar se os cookies forem bloqueados; o Flickr e alguns serviços Google como Orkut, Gmail e Blogger são bons exemplos deles.
Desejo a todos um bom final de mês e uma excelente semana.
Postar um comentário