segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

De volta ao "Seven"

O “Seven”, lançado mundialmente no final de outubro passado, já foi alvo de diversas postagens aqui no Blog, e se faz algum tempo que eu não falo nele é porque ainda continuo com o velho e confiável Windows XP. No entanto, como o Robério me enviou um exemplar da edição do GUIA DO WINDOWS 7, resolvi voltar ao assunto para (1) prestigiar o trabalho do meu amigo e (2) porque essa versão do Windows é uma escolha natural para quem pretende adquirir um computador novo (a menos que seja um netbook, já que a maioria deles continua trazendo o XP pré-instalado).
Em formato de revista, o guia sintetiza as principais diferenças entre  o “7” e as versões anteriores do consagrado SO da Microsoft, bem como discorre sobre as características e recursos das opções disponíveis, alerta para os requisitos mínimos necessários, detalha as modalidades de evolução (instalação de atualização ou completa) e brinda o leitor com uma profusão de informações e dicas imperdíveis. Com 66 páginas muito bem diagramadas e recheadas de tutoriais minuciosos e fartamente ilustrados, ele é o “caminho das pedras” para quem está tendo seus primeiros contatos com o novo sistema ou ainda está relutante em relação à migração (não deixe de adquirir seu exemplar nas bancas ou pela Internet, em www.revistaonline.com.br).

Observação: Todo produto requer um prazo de “maturação”. Se desta vez a Microsoft acertou a mão – e tomara que seja assim, porque o XP precisa de um substituto a altura e dois fiascos consecutivos abalariam sobremaneira a imagem da Gigante do Software perante usuários e acionistas.

Em apenas 3 meses o Seven conseguiu igualar a penetração de mercado que seu malsinado predecessor levou 11 meses para alcançar (o novo sistema terminou janeiro com 7,5% de participação), e se tendência persistir, em meados deste ano ele tomará o lugar do Vista como segundo sistema operacional mais popular. Mesmo assim, eu acho melhor esperar mais um tempinho para fazer o upgrade, e só fazê-lo mediante a compra de um computador novo, com o sistema pré-instalado pelo fabricante.
A título de comentário, a Microsoft está investigando problemas em baterias de notebooks com o Seven, incluindo avisos prematuros de que a carga estaria no fim (os problemas reportados pelos usuários afetam várias marcas e modelos de computadores portáteis, incluindo notebooks Acer, Dell, HP, Samsung, Sony e Toshiba).
Para finalizar, se você já utiliza o Seven e quer embelezar sua área de trabalho, não deixe de visitar o Blog do Victor Faria e conferir a postagem do último dia 02 (para conferir, acesse http://papodeinformatica.blogspot.com/2010/02/personalize-area-de-trabalho-do-seu.html).
Abraços a todos e até amanhã, se Deus quiser.
Postar um comentário