segunda-feira, 1 de outubro de 2012

OUTUBRO, READYBOOST e outras considerações


É assustadora a rapidez com que os dias correm e as semanas emendam uma no rabo da outra. Parece que foi ontem, mas já faz um ano que uma broncopneumonia aguda – com direito a derrame pleuralempiemadecorticação pulmonar e outros troços de nomes estranhos – me rendeu 15 dias de “férias forçadas” no hospital. Mais alguns dias e os Shoppings exibirão sua indefectível decoração natalina (último resquício do Espírito Natalino de outros tempos), e se o mundo não acabar em 21 de dezembro – contrariando os profetas apocalípticos que se baseiam numa interpretação deturpada do Calendário Maia –, teremos o Carnaval do ano que vem para queimar as calorias acumuladas nas tradicionais ceias de final de ano. Enfim, deixemos as reminiscências e previsões à parte e passemos ao assunto do dia:

O Upgrade de RAM é a maneira mais simples, barata e eficaz de incrementar o desempenho do computador – desde que observados os limites dos sistemas de 32-bits, evidentemente. No entanto, quem usa o Windows 7 pode fazer um “upgrade instantâneo” usando um pendrive ou cartão de memória: basta acoplá-lo ao PC e, na caixa de diálogo Reprodução Automática, configurar opção de acelerar o computador usando o READYBOOST |(solução mais eficiente que a tradicional memória virtual, que entra em ação quando a RAM se esgota, pois a memória flash é bem mais rápida que o disco rígido).
Se a caixa Reprodução Automática não for exibida, clique no ícone do dispositivo, na Área de Notificação, e, na janelinha que se abrir, selecione a opção Acelerar meu sistema usando o Windows READYBOOST. Se a opção em questão não aparecer, abra o menu Iniciar, clique em Computador, dê um clique direito sobre o ícone que representa a unidade de mídia removível, selecione Propriedades e escolha a opção desejada.

ObservaçãoO dispositivo removível deve dispor de pelo menos 1 GB (o Windows sugere o valor recomendável caso a caso e, quando necessário, exibe uma mensagem pedindo para liberar espaço na unidade). Para usar o máximo de espaço disponível, clique em Dedicar este dispositivo ao READYBOOST (o Windows manterá os arquivos armazenados e usará o restante do espaço para acelerar o sistema). Para personalizar o espaço a ser utilizado, clique em Usar este dispositivo e mova a barra deslizante até que a janelinha exiba o valor desejado. Em qualquer caso, clique em OK para concluir. Note ainda que, embora seja possível aproveitar a memória flash de até oito dispositivos simultaneamente (até 256 GB), a gambiarra funciona melhor com o pendrive conectado diretamente a uma porta USB do PC do que num HUB USB (benjamim) externo.

Em algumas situações, pode não ser possível usar toda a memória do dispositivo removível, já que alguns modelos misturam memória flash lenta e rápida, e o READYBOOST só trabalha com memória rápida. Note também que, caso seu sistema esteja instalado num drive SSD, o recurso não será capaz de proporcionar ganhos significativos – você receberá uma mensagem dando conta desse fato.

ObservaçãoREADYBOOST está presente também no Windows Vista, mas é no Seven que ele proporciona melhores resultados, pois é capaz de manipular até oito dispositivos e uma quantidade de memória adicional de 1 a 256 gigabytes. Para mais informações, clique aqui.

Em tempo: FAÇA UM POLÍTICO TRABALHAR: NÃO O REELEJA!

Abraços a todos e até amanhã, se Deus quiser.
Postar um comentário