quinta-feira, 3 de outubro de 2013

SENHAS - COMO CRIAR E CONFERIR A CONFIABILIDADE

Quanto mais liberdade você quiser, mais precisará de segurança. Quanto mais segurança você tiver, menos liberdade você terá.

Conforme aumenta o número de serviços online que exigem logon para ser usados, cresce nossa dificuldade em memorizar as senhas de acesso, até porque passwords fáceis de decorar costumam ser igualmente fáceis de descobrir. Então, muito embora tenhamos focado essa questão em dúzias de postagens (basta recorrer aos campos de busca do Blog para conferir), a rotatividade da nossa audiência justifica recapitular algumas regrinhas básicas, mas funcionais:

1.   Evite obviedades (data de nascimento, número de telefone, placa do carro, etc.). Não use a mesma senha para várias finalidades e ajuste a “robustez” de cada uma àquilo que ela se destina a proteger (seus problemas serão bem maiores se alguém quebrar sua senha de Netbanking, por exemplo, do que se simplesmente invadir seu serviço de webmail).

2.   Crie senhas seguras, mas fáceis de memorizar (de nada adiantam muralhas digitais se você precisar escrevê-las em post-its e colá-las na moldura do monitor). Uma boa ideia é aproveitar as primeiras letras de uma frase, poema ou canção, misturar maiúsculas com minúsculas e adicionar algarismos e/ou caracteres especiais – por exemplo, de batatinha quando nasce esparrama pelo chão, você pode extrair BaQuNa3sP3ch.

3.   Achou complicado? Então experimente o Gerador de Senhas online disponibilizado pela Symantec e, para conferir o resultado, consulte o site How Secure is my Password (obtenha mais opiniões clicando aquiaqui e aqui).

4.   Se as sugestões forem difíceis de lembrar, instale o Norton Indentity Safe, também da Symantec, ou o Keepass Password Safe, ou ainda o Roboform. Assim, você terá de memorizar somente a senha de logon do Windows e a que lhe dá acesso ao aplicativo escolhido.

Para mais informações sobre criação de senhas seguras, afie seu inglês e confira as sugestões publicadas no Blog da McAfee.


Abraços e até mais ler.
Postar um comentário