quarta-feira, 2 de outubro de 2013

MÁGICA? NÃO SEI. MAS QUE É IMPRESSIONANTE, AH, ISSO É...

O QUE OS OLHOS NÃO VÊM, O CORAÇÃO NÃO SENTE, MAS, ÀS VEZES, A MENTE ACREDITA!

Nasci no final dos anos 1950, bem antes de a Missão Apollo colocar um astronauta na Lua – coisa que acredito piamente que aconteceu de verdade, a despeito de todas as teorias conspiratórias que a gente ouve por aí. Na minha primeira década de vida, passei todas as férias escolares num sítio localizado ao norte da capital paulista, próxima à cidade de Ituverava, onde luz elétrica dependia de um gerador que era ligado todo final de tarde e desligado por volta das 22 horas. A geladeira era a gás (ou a querosene, já nem me lembro), e o banheiro ficava a quase 100 metros da casa principal (ainda bem que havia penicos).
Hoje, tenho um carro que quase anda sozinho, um processador de textos que corrige a maioria dos meus deslizes ortográfico-gramaticai, um telefone que me acompanha a toda parte (não que ele funcione em toda parte, mas isso é outro caso) e centenas de inovações tecnológicas com as quais eu nem sonhava há três ou quatro décadas.
Em meus 55 anos de vida, já vi coisas de que até Deus duvida, inclusive disco voador (não sei se o objeto era realmente extraterrestre, mas na falta de explicação melhor...). No entanto, confesso que fiquei impressionado com o vídeo que vocês podem acessar logo abaixo.
Antes, porém, vale lembrar que toda “mágica” costuma ter uma explicação lógica, e que perde o encanto depois que MISTER M ou outro dissidente da categoria mostra como ela funciona nos bastidores. Mas, cá entre nós, supondo que o japonês do vídeo tenha feito a apresentação ao vivo em cores, ou ele é muito bom, ou realmente há mais coisas entre o céu e a terra do que supõe nossa vã filosofia.




Abraços a todos e até mais ler.   


Postar um comentário