quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

DICAS PARA ACELERAR O WINDOWS (FINAL)

É A INGUINORANÇA QUE ASTRAVANCA O POGREÇO.

Foi-se o tempo em que os processadores operavam a uns poucos megahertz e eram assessorados por algumas dezenas de megabytes de RAM. Hoje, com chips multi-core a vários gigahertz e dois, três ou mais gigabytes de memória DDR3, uma foto da namorada ou do cachorrinho usada como plano de fundo não faz grande diferença no desempenho global da máquina.
No entanto, se seu PC tem vários anos de estrada e ainda mantém a configuração de fábrica, é melhor não abusar.
  • O Windows carrega todas as fontes na memória, e como cada uma delas – e suas respectivas variações de tamanho e estilo – correspondem a arquivos, quanto maior a quantidade, tanto maior o consumo de memória e, consequentemente, a demora na inicialização do sistema. Para gerenciar fontes, abra o Painel de Controle, selecione a categoria Aparência e clique em Fontes. Para visualizar uma fonte e suas variações, dê duplo clique sobre ela; para excluí-la, arraste-a para a Lixeira ou selecione-a e clique na opção respectiva na barra de ferramentas. Só tome cuidado para não desinstalar fontes-padrão Windows, tais como as ARIAL, COURIER, COURIER NEW, MODERN, MS SANS SERIF, ROMAN, SCRIPT,SMALL FONTS, SIMBOLS, TIMES NEW ROMAN WINGDINGS. Na dúvida, evite remover qualquer fonte marcada com um "A" em vermelho ou cujo nome seja iniciado por "MS".
  • O Seven se destaca por sua beleza, mas diz um velho ditado lusitano que “ formosura não dá pão nem fartura”. Se você usa o Seven (HP ou superior) e prioriza o desempenho em detrimento de um desktop especialmente bonito, dê um clique direito num ponto vazio da área de trabalho e, em Personalização (ou Personalizar), escolha um tema básico. Feito isso, mesmo que você tenha o Seven HB, digite Informações e Ferramentas de Desempenho no campo de buscas do Menu Iniciar e, em Ajustar efeitos visuais, personalize as configurações ou marque a caixa Ajustar para obter um melhor desempenho (a configuração padrão é Deixar o Windows escolher a melhor configuração para o computador).
  • O Windows é multitarefa, mas você, não. Caso esteja compondo um texto no Word, não há porque manter aberto o navegador; se estiver gerenciando seus emails, encerre todos os aplicativos que não sejam necessários no momento. Ter várias instâncias de um programa abertos ao mesmo tempo (como várias mensagens de email) ou várias versões de um mesmo programa (dois ou mais navegadores, por exemplo), pode facilmente esgotar a memória RAM e forçar o uso da lenta memória virtual
  • Para incrementar o desempenho do sistema, o melhor é instalar mais memória. O Windows Seven 64-bit suporta 8 GB na versão Home Basic, e 16 GB na Home Premium (as versões de topo chegam a 192 GB!, mas isso esbarra nas limitações impostas pela maioria das placa-mãe). Se você usa o Seven e dispõe de módicos 2 GB de memória, veja se não tem um pendrive de 1 ou mais GB ocioso. Caso afirmativo, siga as instruções desta postagem.
  • Não há nada de errado em salvar arquivos e criar atalhos na Área de Trabalho, mas desde que você dê fim a eles assim que possível (após instalar um aplicativo, por exemplo). Remova também os drivers de dispositivos que não estão mais em uso, pois eles continuam consumindo desnecessariamente recursos do sistema. No Seven, digite Gerenciador de Dispositivos na caixa de pesquisas e, na lista de resultados, clique em Gerenciador de Dispositivos e faça os ajustes desejados
  • Para ganhar tempo no desligamento e tornar a acessar mais rapidamente o sistema, use as opções Suspender ou Hibernar em vez de Desligar (para mais detalhes, clique aqui). Mas não deixe de desligar o PC nos moldes convencionais pelo menos uma vez por semana ou depois de qualquer atualização de software ou procedimento de manutenção.
  • Se você tem dispositivos externos (HDs USB, pendrives e afins), desligue-os e desconecte-os antes de encerrar o Windows. Feito isso, pressione Ctrl+Shift+Esc, clique na aba Aplicativos, selecione todos eles, clique em Finalizar Tarefa e na setinha que exibe os itens ocultos da área de notificação, dê um clique direito sobre cada um deles, encerre-os, e então acione o comando Desligar.
  • É possível que sua real largura de banda fique bem aquém da contratada com a operadora de banda larga (para conferir, clique aqui), sem mencionar que outros fatores acarretam lentidão na navegação. Sem embargo de eu ser fã de carteirinha do IE e usar o Chrome no dia-a-dia e o Firefox de quando em vez, sugiro conhecer o Maxthon (para mais informações de download, clique aqui).
Observação: ReadyBoost também é opção interessante e mais em conta, desde que você tenha um pendrive ou cartão de memória ocioso. Para saber como usá-los para “ampliar” a RAM, basta clicar aqui

Abraços e até mais ler.
Postar um comentário