sexta-feira, 5 de janeiro de 2007

Velocidade de conexão

A banda larga tem tudo para aposentar a arcaica rede dial-up, mas, por questões que agora não nos cabe discutir, o acesso discado é - e deve continuar sendo por mais algum tempo - a modalidade primária de conexão para muitos usuários.
Sendo esse o seu caso, você pode medir a velocidade da sua conexão pousando o ponteiro do mouse sobre aquele ícone que representa dois pequenos computadores piscando intermitentemente (desde que seu modem esteja configurado para exibir o status da conexão na área de notificação, junto ao relógio do sistema). Todavia, vale lembrar que mesmo usando um computador moderno e de configuração robusta, a conexão discada não costuma superar os 52 Kbps (quilobits - ou milhares de bits - por segundo), até porque os 56 Kbps suportados pelo modem representam um valor teórico, inerente apenas a situações ideais (que dependem do provedor de acesso, da central telefônica, do cabeamento telefônico, da fiação da sua casa e de diversos outros fatores).
Já no acesso em banda larga (seja via ADSL, Cable ou Rádio), a velocidade depende do plano escolhido no momento da contratação do serviço (via de regra, quanto maior a largura de banda, tanto maior será o valor da mensalidade) e, em tempos de Web 2.0, de nada adianta investir pesado na configuração de um computador robusto e contratar uma conexão chinfrim (abaixo de 256 Kbps, nem pensar). É importante escolher um plano que proporcione a maior velocidade e menor preço, mas tome muito cuidado (alguns provedores nem sempre entregam aquilo que prometem, e outros, ainda, se resguardam com cláusulas contratuais que garantam largura mínima de banda inferior até mesmo à da conexão discada). Para avaliar melhor o serviço, experimente dividir a velocidade oferecida pelo valor da mensalidade, de modo a obter o preço por Kbps. Mas para conferir se o seu provedor está oferecendo uma largura de banda compatível com o que você está pagando, não adianta pousar o ponteiro do mouse sobre o ícone da conexão de rede, porque a informação que lhe será apresentada (geralmente 100 Mbps) corresponde à velocidade da conexão da sua placa de rede com o modem (que, no caso, é de 100 megabits - ou milhões de bits - por segundo). Nesse caso, uma opção funcional é fazer um download a partir de um site com muita banda sobrando (como o da Microsoft), anotar a velocidade (que se estabiliza depois de um ou dois minutos de transferência), multiplicar esse número (em KB/s) por oito e compará-lo com o valor nominal da sua conexão. O resultado deve ser igual ou superior a 80% da velocidade contratada.
Experimente também clicar no link "Medidor de Velocidade" (na coluna à direita da página do Blog), escolher uma das cidades (norte-americanas) disponíveis e aguardar até que a medição (download e upload) seja concluída. Se quiser, repita o teste a partir de outra cidade.
Outro medidor muito bom é oferecido no site português Abeltronica. Para acessá-lo, abra o Internet Explorer, digite www.abeltronica.com/velocimetro/pt/index na barra de endereços e, na página correspondente, escolha a opção Brasil e siga as instruções na tela.
Se você quiser fazer a medição a partir de um site local, valha-se do Grátis (http://www.gratis.com.br/) ou do MeuIP (http://www.meuip.com.br/), por exemplo. Mas convém ter em mente que essas medições resultam valores aproximados, podendo haver variações conforme a hora e a disponibilidade dos servidores nos quais os serviços são baseados. Além disso, problemas de morosidade nem sempre ocorrem por culpa do seu provedor de acesso; talvez ele esteja lhe fornecendo uma largura de banda adequada e, mesmo assim, você não consiga abrir determinadas páginas, acessar certos sites ou mesmo descarregar seus e-mails pelo Outlook Express.
Para ter uma idéia aproximada da sua velocidade de navegação em sites, um bom serviço é o Numion (http://www.numion.com/), que permite abrir seguidamente 40 sites nacionais, norte-americanos, ou páginas espalhadas mundo afora (o valor informado será proporcional à sua velocidade de conexão, mas não deverá superar 1Mbps, mesmo que você assine um plano que assegure largura de banda superior).
Quem é assinante do Speedy (Telefonica) pode digitar www.speedyvantagens.com.br/, clicar na aba Serviços e, na página seguinte, escolher a opção Assistente Técnico Speedy e fazer o download do programinha. O Assistente ficará residente no computador do usuário e poderá não só medir sua velocidade da conexão, mas também monitorá-la, oferecendo ajuda quando você não conseguir navegar em determinados sites (prontificando-se a testar componentes do PC para identificar anormalidades na navegação e até criando relatórios que poderão "adiantar o expediente", caso você precise recorrer ao suporte técnico).
Fica aqui a dica e meus votos de uma boa sexta-feira a todos.
Até amanhã.
Postar um comentário