quarta-feira, 18 de abril de 2007

Windows - Uma janela no tempo...

Quem comprou seu primeiro PC há menos de 5 anos não deve ter conhecido outras versões do Windows além do XP.
Para quem não sabe, o Windows nasceu em meados dos anos 1980 como uma interface gráfica que rodava em DOS, evoluindo para um sistema autônomo com a versão 95 (o "pulo do gato" da Microsof) e a se consagrar, a partir de então, como o SO para PCs mais usado em todo o mundo.
Vale dizer que , durante anos, o DOS foi um sistema operacional muito popular para computadores pessoais - com seis versões e cinco pequenas atualizações, ele representou um papel de inegável destaque na hitória dos IBM PCs (e da informática como um todo).
Voltando ao Windows, a versão 1.01 do programa cabia em quatro disquetes (de 5.25 polegadas e 360 KB cada) e já incluia calendário, bloco de notas, calculadora e outros programas elementares, bem como oferecia suporte ao uso de mouse, janelas e ícones, mas não permitia a sobreposição de telas.
A versão 3.0 (de 16 bits e ainda baseado no DOS, lançado em Maio de 1990) foi a primeira a obter sucesso comercial, mas a coisa viria a deslanchar de verdade com a versão 95, de 32 bits - já um sistema autônomo que apresentava mudanças radicais na interface e implementava o Menu Iniciar e a Barra de Tarefas (componentes que continuaram presentes em todas as versões posteriores).
O Win98 (Junho de 1998) trouxe novas melhorias, especialmente na interface gráfica, e sua segunda edição (98SE, lançada ano seguinte para corrigir bugs e resolver problemas de instabilidade) foi considerada por muitos como um dos melhores produtos da empresa de Bill Gates - apesar de não oferecer suporte à multitarefa real e a manter o DOS como núcleo principal.
Em Setembro de 2000, impossibilitada de aproveitar o apelo comercial da "virada do século" com o XP (que ainda não estava pronto), a Microsoft lançou a toque de caixa o Windows ME (Millennium Edition), que incorporava suporte à máquinas fotográficas digitais e home networking, como também introduzia o Movie Maker, o Media Player 7 e o recurso da Restauração do Sistema (que, a meu ver, já o tornava superior ao Win98, embora muitos analistas o considerassem uma terceira edição do Windows 98, só que mais problemática e instável).
Para quem quiser saber mais sobre a história do Windows (ou simplesmente matar saudades), aqui vai uma dica enviada pelo Leo (visitante assíduo do nosso Blog). Navegue até http://pcworld.uol.com.br/galerias/historia_windows/IDGPhotoAlbum_view e confira.
Bom dia a todos e até amanhã.
Postar um comentário