quinta-feira, 19 de julho de 2007

Amenidades (2)

Voltando aos bichos e automóveis, o BURRO empresta seu nome aos cilindros de freio (você certamente se lembra da piada do português e o mecânico), talvez porque ambos, animal e peça, sejam trabalhadores incansáveis). Além dos "burrinhos" das rodas, os carros têm também um "burrinho-mestre", que é o cilindro principal, ligado ao pedal do freio e destinado a comandar o acionamento dos demais.
"GIRAFA" é uma ferramenta de grande porte usada em oficinas mecânicas para auxiliar na remoção dos motores (talvez porque seu formato lembre o pescoço do animal encontrado nas savanas africanas).
"SAPO" é o nome que batiza aquela capa de borracha que recobre a alavanca do freio-de-mão - e/ou a parte inferior da alavanca do câmbio - de diversos carros populares (nos modelos mais sofisticados, esse acabamento costuma ser confeccionado e napa ou em couro).
"CARACOL" remete a certos modelos de buzina e a um tipo de turbina (turbo-compressor) destinada a sobre-alimentar o motor, enquanto que as muitas pernas do conjunto de tubos que saem do cabeçote e se unem para formar o coletor de escapamento, como não poderia deixar de ser, fez com que alguém resolvesse batizar essa peça como "ARANHA".
"MICO", além de denominar uma família de primatas de pequeno porte, é um termo amplamente utilizado para referir carros (e outros produtos) que não gozam da simpatia do consumidor, sendo, portanto, difíceis de manter e de revender (o apelido advém de um jogo de cartas - MICO PRETO - no qual o objetivo consiste em passar adiante a carta do próprio até o final da partida.
Até amanhã.
Postar um comentário