segunda-feira, 16 de junho de 2008

Fôlego

Se a tal "inclusão digital" era mesmo uma meta do governo Lula, essa o Presidente tirou de letra: já se vendem mais computadores do que televisores no Brasil! Entretanto, mesmo com queda no preço desses aparelhos, manter-se "up to date" ainda é utopia para a combalida classe média tupiniquim, o que nos força a utilizar um mesmo PC por dois ou três anos, ainda que ele se desatualize em poucos meses e se torne obsoleto antes que a gente pague a última prestação.
Como configurações e recursos adequados a um contexto de dois ou três anos atrás dificilmente atendem as exigências dos sistemas e programa atuais, as conseqüências são óbvias. Mas existem diversas maneiras de se dar um fôlego extra a um PC "cansado", algumas das quais revisaremos nesta e nas próximas postagens (para mais dicas a respeito desse assunto, use o campo Pesquisar Blog e procure ler os volumes 2, 7 e 8 da CGFI).
Em termos de recursos do computador, o XP é bem mais "guloso" que as versões anteriores do Windows. Mas você pode refrear esse apetite desativando alguns efeitos puramente estéticos (perde-se em beleza, ganha-se em eficiência). Para isso, clique com o botão direito do mouse em Meu Computador, escolha Propriedades > Avançado > Desempenho > Configurações e marque a opção "Ajustar para obter um melhor desempenho" (ou personalize os efeitos visuais individualmente, através das respectivas caixas de verificação). Feito isso, reinicie o computador e confira os resultados.
Reveja seu cardápio de softwares - até porque, com as facilidades da Web e a profusão de freewares disponíveis, acabamos entupindo o sistema com inutilitários que ocupam espaço em disco, consomem recursos, retardam a inicialização e degradam a performance global do sistema. Para conferir, clique em Iniciar > Todos os Programas... se você visualizar uma cascata inesgotável de aplicativos, trate de remover os supérfluos (faça-o através do desinstalador dos próprios programas, se houver, ou via Painel de Controle > Adicionar ou Remover Programas, onde uma lista dos itens instalados permite conferir a freqüência de utilização de cada um deles).
Ao instalar novos softwares, atente para as informações do Assistente e desmarque tudo que não for de seu interesse (muitos aplicativos alteram a ferramenta de busca padrão do navegador e/ou acrescentam barras como as do Google e do Yahoo!, por exemplo, além de criar atalhos desnecessários no Desktop). Aliás, manter a Área de Trabalho coalhada de ícones (pastas, arquivos e atalhos diversos) não só polui o visual como prejudica o desempenho do sistema (veja mais detalhes no post de 12 de dezembro de 2006).
Adicionar ou Remover Programas costuma ser o caminho mais seguro para eliminar softwares desnecessários, mas é comum sobrarem resíduos indesejáveis (pastas vazias, arquivos .dll inúteis e entradas inválidas no Registro, dentre outras coisas). Nessa hora, uma suíte de manutenção como o Norton System Works ou o System Mechanic, por exemplo, evita muita dor de cabeça.

DICA: O Advanced WindowsCare V2 Personal é gratuito e muito eficiente (download em http://www.iobit.com/advancedwindowscareper.html). Freewares como CCleaner e o EasyCleaner também podem quebram um galhão (use o campo Pesquisar Blog para conhecê-los e acessar os links para download). Na falta de ferramentas residentes, clique em Microsoft LiveOnecare (na coluna à direita desta página) e faça uma verificação completa em seu sistema.

Pode acontecer de removermos um aplicativo e ele continuar na lista dos programas instalados. Nesse caso, vale tentar reinstalar o programa rebelde (preferencialmente a partir da mesma origem) e comandar novamente sua desinstalação. Se não funcionar, o jeito é clicar em Iniciar > Executar, digitar "regedit" (sem as aspas), localizar a chave HKEY_LOCAL_MACHINES\SOFTWARE\Microsoft\Windows\ CurrentVersion\Uninstall e apagar manualmente a entrada problemática.

Observação: Gerenciar manualmente o Registro do Windows não só é complicado como também arriscado. Alterações indevidas nesse importante banco de dados podem acarretar sérios problemas (chegando mesmo a inviabilizar a inicialização do sistema). Não deixe de criar um ponto de restauração do sistema antes de fazer quaisquer reconfigurações abrangentes e - principalmente - de modificar o Registro.

Amanhã tem mais.
Postar um comentário