terça-feira, 24 de outubro de 2006

Spywares e anti-spywares

Programinhas espiões pululam na Web, ávidos por infectar seu sistema. Inicialmente, eles agiam através de módulos embutidos em softwares aparentemente legítimos (geralmente freewares - aqueles programinhas que você baixa de graça pela internet ou instala a partir de CDs que vêm com revistinhas de informática) e passavam a monitorar seus hábitos de navegação: você baixava um joguinho ou instalava um player de música qualquer e levava de brinde um spyware (que, se identificado e removido por uma ferramenta de segurança, geralmente tornava o software "hospedeiro" inoperante, ou seja, o "programa legítimo" também deixava de funcionar).
Mas essa praga evoluiu e se aprimorou, buscando novas maneiras de acampar no seu PC (anexos de e-mails ou links suspeitos, navegação em sites inseguros, downloads de programas, brechas no navegador e outras mais). E além de monitorar suas preferências na Web - para personalizar banners e janelas pop-up com publicidade compatível com seus interesses - os spywares não raro seqüestram o navegador, redirecionam páginas para sites pornográficos ou inseguros e vasculham sua máquina à cata de informações pessoais confidenciais.
O keylogger, por exemplo, é uma modalidade de spyware que registra tudo que o internauta digita enquanto usa o computador e, depois, envia essas informaçoes via NET para os scammers, que assim obtêm as senhas bancárias e os números de cartões de crédito dos internautas.
Conhecer o modus operandi do inimigo é uma maneira eficaz de você tentar neutralizá-lo. Por isso, antes de clicar num link de um e-mail, passe o mouse sobre ele e verifique o URL completo na barra de status do seu software de e-mail. Além disso, nunca abra anexos potencialmente perigosos, mesmo que venham junto com mensagens de remetentes conhecidos (verifique-os com seu antivírus ou entre em contato com seu amigo para saber se foi mesmo ele que os enviou; na dúvida, apague-os imediatamente, inclusive da lixeira ou da pasta de mensagens excluídas). Evite instalar programas sem obter previamente alguma referência em sites, revistas ou jornais e mantenha seu sistema e software antivírus/anti-spyware atualizados e bem configurados.
Há diversas opções de anti-spywares de varejo e freewares. Os melhores são os pagos, que geralmente oferecem a tal proteção em tempo real que já comentamos linhas atrás. O Webroot Spy Sweeper e o PC Tools Spyware Doctor são bem conceituados em sites especializados em segurança virtual (tanto um como o outro custam 30 dólares e podem ser avaliados e descarregados em http://www.webroot.com/ e www.pctools.com/spyware-doctor, respectivamente).O Spybot Search & Destroy e o Ad-Aware são ferramentas gratuitas para uso pessoal. O primeiro oferece o recurso da imunização (algo semelhante a uma proteção elementar em tempo real), ao passo que o segundo costuma ser mais competente nas varreduras e remoções. Na dúvida, fique com os dois.
Informe-se melhor sobre esses programas na sua página de downloads preferida (eu sugiro o Superdownloads - http://superdownloads.uol.com.br/). Caso seu Windows seja legítimo, baixe com o Windows Defender, da Microsoft (que também oferece proteção em tempo real, atualizações via Windows Update e uma porção de recursos adicionais).
Até a próxima.
Postar um comentário