quarta-feira, 5 de março de 2014

NÃO FOSSE TRÁGICO, SERIA CÔMICO!

SE NÃO TÊM PÃO, QUE COMAM BRIOCHES!

De bom tamanho para engrenar esta quarta-feira estão as colocações lapidares de Enio Mainardi, expendidas num artigo que remete à frase acima e aconselha nossa ínclita "presidenta" a colocar seu pescocinho de molho, para não se tornar a versão tupiniquim de Maria Antonieta numa possível "Queda de Brasília".
Com a cara de pau que Deus lhe deu, "Dona Maria Dilma Antonieta" lotou o "AERODILMA" com sua corte real e voou para a Suíça - onde fez um discurso pífio, beirando o vexatório – e de lá para Cuba, para prestar vassalagem aos irmãos Castro e reinaugurar o porto cubano de Mariel – cuja reforma foi patrocinada com dinheiro do BNDES. Mas não se antes fazer escala em Lisboa e ocupar 40 quartos do hotel mais caro da cidade, onde o jantar do séquito custou o correspondente a 300 mil reais. Isso sem mencionar o vexame que os aproveitadores de plantão protagonizaram ao aproveitar a boca-livre para encher sacolas e sacolas com Vinho do Porto e outras iguarias e acepipes típicos de além-mar (para ler a matéria completa, clique aqui),
Lembre-se de que você é um dos "mais de mil palhaços no salão" que trabalham 5 meses por ano só para pagar impostos, e que seu suado dinheirinho está sendo canalizados para putarias franciscanas como as que acabei de mencionar.
Clique aquiaqui aqui para apreciar outras amostras do "humor" ácido e sarcástico do pai do grande Diego Mainardi e, se calhar, enriqueça seus conhecimentos com a leitura deste livro.
Para concluir, confesso a vocês que cada vez mais me enoja a postura dos políticos brasileiros.
Até mais ler.

Postar um comentário