quarta-feira, 16 de abril de 2014

MIGRAÇÃO DO XP PARA O 7 OU 8.1 - TRANSFERÊNCIA DE ARQUIVOS.

A INFORMAÇÃO É UMA ARMA CAPAZ DE MUDAR O MUNDO. PENA QUE SEJAMOS UM PAÍS DE DESINFORMADOS, E QUE OS PETRALHAS SE VALHAM DISSO PARA CONTINUAR SUGANDO OS COFRES PÚBLICOS DE UMA MANEIRA JAMAIS VISTA NA HISTÓRIA RECENTE DESTE POBRE PAÍS. URNA NELES, PESSOAL!

Devido ao interesse suscitado pelas últimas postagens, resolvi permanecer no assunto em pauta por mais uma ou duas postagens, e ainda que essa matéria ofereça um breve resumo das providências necessárias à migração para o Seven – não deixe de conferir –, achei, por bem dedicar mais algumas considerações e dicas sobre a transferência de arquivos e configurações.
Se a ideia for manter o hardware e evoluir somente o software, a primeira providência é criar um backup atualizado de seus arquivos pessoais e de difícil recuperação (tais como documentos, fotos, vídeos, músicas, emails e por aí vai). O XP disponibiliza uma ferramenta nativa para esse fim, mas ela vem instalada por padrão somente na versão Pro e não é lá um primor de eficácia nem fácil de usar. Alternativamente, você pode recorrer  ao Macrium ou ao Easeus - ou ainda clicar aqui para escolher outra ferramenta de terceiros para esse fim.
Note que também é possível criar uma pastinha e recorrer ao velho processo de COPIAR e COLAR (Ctrl+C e Ctrl+V) para recheá-la com todos os arquivos que você deseja preservar, e então transferi-la para outra unidade lógica ou para  um pendrive ou HD externo. Assim não será preciso baixar qualquer software ou seguir instruções especiais. E o investimento não será perdido, pois, além de auxiliá-na transferência dos arquivos, um HD USB ou pendrive de grande capacidade poderá ser utilizado mais adiante para armazenar seus backups.

Observação: Adicionalmente, você pode ainda salvar sua pastinha num serviço gratuito de armazenamento na nuvem, como o SkyDrive ou o Dropbox por exemplo. Lembre-se: quem tem dois tem um, quem tem um não tem nenhum..

Amanhã a gente fala sobre a Transferência Fácil do Windows, que é uma solução interessante, especialmente quando a transferência é feita entre dois computadores.
Abraços e até lá.
Postar um comentário