quarta-feira, 28 de maio de 2014

SAIBA COMO ABRIR ARQUIVOS DESCONHECIDOS

SEXTA-FEIRA É O DIA EM QUE ATÉ A VIRTUDE PREVARICA.

Atire o primeiro mouse quem nunca clicou sobre um arquivo e se deparou com uma caixa de diálogo como a da figura ao lado, que é exibida sempre que o Windows não é capaz de associar o arquivo a algum aplicativo instalado no computador.

Observação: No léxico da TI, o termo “arquivo” designa um conjunto de informações identificado por um nome, um ponto (.) e uma extensão, que vem depois do ponto (.EXE, .MPEG, .JPG, .HTML, .MP3, etc.) e designa o formato e o aplicativo com o qual o arquivo foi criado.

Embora possamos renomear praticamente qualquer arquivo, devemos tomar o cuidado de manter a extensão original, ou ele deixará de ser reconhecido até que a associação correta seja redefinida. Caso queira fazer um teste:

·        Dê um clique direito num ponto vazio do Desktop, aponte para Novo..., clique em Documento de texto e crie um arquivo com a extensão .TXT.
·        Abra o arquivo em questão, digite meia dúzia de palavras aleatórias, salve as alterações, feche, dê um clique direito sobre o ícone respectivo, selecione “Abrir com...” e veja que você poderá acessá-lo tanto com o Bloco de Notas quanto com o Wordpad.
·        Altere então a extensão para .MDB (ou outra qualquer que não remeta a aplicativos que você tenha no PC), dê duplo clique sobre o ícone e repare que a fatídica telinha irá se abrir.
·        Marque a Usar o serviço da Web para encontrar o programa correto, clique em OK e espere até que o WINDOWS FILE ASSOCIATION sugira o aplicativo adequado (no nosso exemplo, o OFFICE ACCESS).

A alternativa (Selecionar um programa numa lista de programas instalados) é um tanto “adivinhatória”. Se quiser explorá-la, desmarque a caixa de verificação “sempre usar o programa selecionado para abrir este tipo de arquivo”.

ObservaçãoCaso as solulções retro citadas não resolvam o seu problema de associação de extensões de arquivo, visite o site www.openwith.org/ para ter acesso a uma vasta gama de programas capazes de lidar com os mais diversos formatos, ou então recorra ao Media Convert – que é focado em padrões musicais, mas também serve para transmutar praticamente qualquer tipo de arquivo.

Abraços a todos e até mais ler.
Postar um comentário