sexta-feira, 18 de julho de 2014

SPAM, GMAIL, EXCLUIR MENSAGENS e outros que tais.

A IMPUNIDADE É O MAIOR CONVITE AO CRIME.

Embora guarde certa semelhança com o serviço postal convencional, o Correio Eletrônico oferece, dentre outras vantagens, a celeridade (os emails levam de poucos segundos a alguns minutos para chegar aos destinatários) e a possibilidade de apensar praticamente qualquer tipo de arquivo digital (inclusive com códigos maliciosos, mas isso é uma história que fica para outra vez).
Todo internauta costuma ter ao menos uma conta de email, mas os mais precavidos separam assuntos pessoais dos comerciais (vale lembrar que o endereço eletrônico do trabalho pode ser monitorado pela empresa) e mantêm uma conta adicional para usar em sites de compras, fóruns de discussão e outros webservices que exijam logon, de maneira a evitar que suas caixas de entrada fiquem atulhadas de SPAM.
O termo SPAM remeta originalmente a um presunto enlatado fabricado pela HERMEL FOODS, que ficou famoso por ser pedido de modo jocoso na comédia inglesa MONTY PYTON. No âmbito da informática, porém, ele designa mensagens não solicitadas e enviadas em massa para um grande número de destinatários – prática que pegou carona com a popularização do Correio Eletrônico e se tornou um problema de difícil solução: em 2004, Bill Gates teria previsto que esse junk mail seria varrido do mapa dali a dois anos, mas já se passaram dez, e os spammers continuam ativos e operantes.

Observação: Outra maneira de driblar o SPAM consiste em criar um email válido por 10 minutos (prorrogáveis por mais dez) e usá-lo para enviar mensagens “anônimas” ou se cadastrar em sites e aguardar as respostas para validação (para mais informações, clique aqui).


Vale lembrar que uma conta no GMail dá direito a mais do que um endereço eletrônico, já que o serviço ignora pontos (.) antes do símbolo de arroba (@). Supondo que seu email seja jsilva@gmail.com, você pode reservá-lo para seus contatos preferenciais e dizer aos chatos de plantão que escrevam para j.silva@gmail.com (repare no ponto). Dessa forma, você pode definir regras (filtros) para separar o joio do trigo, ou então cadastrar somente o endereço preferencial no seu cliente de correio eletrônico e gerenciar as mensagens enviadas para o endereço alternativo diretamente no provedor.
Como meu endereço no GMail está vinculado ao Blog e ao Google+, eu o cadastrei no IncrediMail2, junto com minhas outras cinco contas e configurei-o para manter no provedor cópias das mensagens descarregadas no PC – esse “backup na nuvem” já se mostrou muito útil, pois um ou outro email importante sempre acaba desaparecendo em meio ao lixo digital que me chega todos os dias. A questão é que, quando eu acho de fazer uma faxina na minha caixa de entrada, vejo-me obrigado a apagar milhares de mensagens em lotes de 50, o que é um teste de paciência para qualquer cristão. Mas é simples - embora pouco intuitivo - eliminar todas elas de uma tacada só. Confira:

1.   Para excluir várias mensagens – ou todas de uma só vez –, abra o Gmail, faça logon na sua conta e selecione os emails que você deseja defenestrar.

2.   Use a caixa de seleção na Barra de Ferramentas, acima das mensagens, para selecionar todas as que estão sendo exibidas na página.




3.   Logo acima das mensagens, você verá o texto “Todas as 20 conversas nesta página foram selecionadas. Selecione todas as conversas que correspondam a esta pesquisa. 


  
4.   Clique no link “Selecionar todas as conversas” para excluí-as de uma tacada só, e não página por página. Ao final, clique no ícone da Lixeira.

Para concluir, mais dois clipes de vídeo dignos de nota:





E como hoje é sexta-feira:


Bom f.d.s.a a todos e até segunda, se Deus quiser.
Postar um comentário