terça-feira, 15 de março de 2016

COMO DISPENSAR A TELA DE BLOQUEIO DO WINDOWS 10

A PIOR FORMA DE DESIGUALDADE É TENTAR TORNAR IGUAIS DUAS COISAS DIFERENTES.

Por mais velozes que sejam os PCs modernos, sempre temos a impressão de que o sistema leva uma eternidade para carregar, que os aplicativos demoram demais a abrir, e por aí segue morosamente a procissão. E o pior é que nem sempre é só impressão.

Observação: Dentre as quase 2.500 que eu já publiquei aqui no Blog, você encontrará centenas de dicas preciosas para manter o desempenho do PC em patamares aceitáveis e postergar uma inevitável reinstalação do Windows ― que, mais dia, menos dia, acaba sendo a única maneira de resgatar sua performance original, bem como para “acelerar” a inicialização “pulando” a tela de login, inibir o carregamento automático de aplicativos ― que ficam rodando desnecessariamente em segundo plano, consumindo ciclos de processamento e espaço na memória RAM (para conferir, basta inserir os termos-chave na caixa de pesquisas do Blog, no canto superior esquerdo da página, e teclar Enter) ―, eliminar o lixo acumulado com o passar do tempo e o uso normal da máquina, desfragmentar os dados no HD, compactar o Registro, e assim por diante.

Windows 10 é rápido na inicialização, mas, como sabemos, o tempo é inexorável, e logo seus efeitos põem fim àquele tão bem-vindo “frescor inicial”. Então, se uns poucos segundos a menos na inicialização fazem toda a diferença para você, proceda como explicado abaixo para desativar a tela de bloqueio (aquela imagem que é exibida quando a máquina é ligada e substituída pela tela de login quando o usuário pressiona alguma tecla ou dá um clique com o mouse). Note que você pode ainda desativar a tela de login, mas isso já é assunto para a próxima postagem.

Observação: Antes de seguir o tutorial abaixo, não deixe de criar um ponto de restauração do sistema (acesse as Propriedades do Sistema, selecione a aba Proteção do Sistema, clique no botão Criar e siga as instruções na tela).

Digite regedit na caixa de pesquisas da barra de tarefas do Ten, clique na opção regedit (executar comando) e em Sim na caixa de diálogo que será exibida em seguida.

Observação: Como cautela e canja de galinha não fazem mal a ninguém, clique no menu Arquivo da janela do Editor do Registro, selecione a opção Exportar, escolha o local onde deseja salvar o arquivo de backup (sugiro a própria área de trabalho), dê a ele um nome que faça sentido para você (mantenha a extensão .REG), clique em Salvar e aguarde a conclusão do processo ― que demora apenas uns poucos segundos.

Na árvore à esquerda da janela, expanda a pasta Windows, navegue por HKEY_LOCAL_MACHINE > SOFTWARE > Policies > Microsoft, abra a subpasta Windows e clique no menu Editar.

Clique em Novo e em Chave, renomeie a pasta que será criada como Personalization e, mantendo-a aberta, volte ao menu Editar, torne a clicar em Novo e selecione Valor DWORD (32 bits). 

Nomeie o novo arquivo criado como NoLockScreen, dê duplo clique sobre ele, altere o valor do campo Dados do valor para 1, confirme em OK, encerre o editor e reinicie o sistema.

A partir daí, você não verá mais a tela de bloqueio do Windows quando ligar o computador. Se quiser desfazer esse ajuste, repita os mesmos passos, altere o campo Dados de valor do arquivo NoLockScreen para 0 (zero), clique em OK e reinicie o computador.

Era isso, pessoal. Veremos na próxima postagem como desativar o login com senha no Windows 10. Abraços e até lá.

(Postagem criada com informações do site Oficina da Net).
Postar um comentário