quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

STEGANOS PRIVACY SUITE 18 ― AGORA COM WEBCAM PROTECTION

ANTIGAMENTE, O SILÊNCIO ERA DOS IMBECIS; HOJE, SÃO OS MELHORES QUE EMUDECEM. O GRITO, A ÊNFASE, O GESTO E O PUNHO CERRADO ESTÃO COM OS IDIOTAS DE AMBOS OS SEXOS.

Após burilar exaustivamente o soneto que havia composto para Marcinha ― ruiva de pernas torneadas e vestidos curtíssimos ―, Custódio empaca no último terceto. Com o olhar perdido na tela do notebook e a mente vagando pelos escaninhos da memória, evoca a lembrança de Dona Regina, a professora responsável por sua paixão pela poesia e por ruivas de pernas bem torneadas ― não necessariamente nessa ordem ― e, sem se dar conta, escarafuncha a narina esquerda, como se esperasse tirar dali a solução para seu problema de rima e métrica. Meses mais tarde, quando tanto o soneto quanto a respectiva musa já faziam parte do passado ― Marcinha deu lugar a Verinha, também ruiva e que também realça as pernas incríveis usando calças justíssimas e vestidos curtíssimos, mas não demonstra interesse algum por poesia ―, nosso herói, navegando despreocupadamente pelo YouTube, depara com um clipe onde se vê empenhado na labuta asquerosa descrita linhas atrás.

Essa historinha é fictícia, naturalmente, mas poderia se tornar real devido ao creepware ― software espião capaz de gravar remotamente tudo que está ao alcance câmera do computador infectado. E o risco é ainda maior para usuários de notebooks e all-in-ones ―, que, diferentemente dos tradicionais PCs de mesa, trazem a webcam integrada ao hardware (geralmente na moldura superior da tampa ou da tela do monitor, conforme o caso).

A preocupação com esse tipo de ameaça cresceu exponencialmente depois que uma foto de Mark Zuckerberg, com a câmera de seu note coberta por fita adesiva (vide detalhe na imagem que ilustra esta matéria), viralizou na Web. Todavia, a solução implementada pelo CEO do Facebook é não só rudimentar, mas também só parcialmente eficaz, até porque, mais hora, menos hora, o usuário acaba removendo o adesivo para participar de uma videoconferência pelo Skype, por exemplo, ou realizar qualquer outra atividade que exija o uso da câmera e do microfone.

Por essas e outras, sempre corremos o risco de ser observados e gravados por pessoas inescrupulosas ― que, dentre outras possibilidades, exigem quantias em dinheiro para não divulgar o conteúdo privado na Web. Para piorar, além de burlar a proteção de softwares antivírus e de firewall, o creepware costuma desativar o LED da câmera (caso haja uma luzinha indicativa do funcionamento do dispositivo), e aí não temos como saber se estamos sendo observados.

Em face do exposto, eu recomendo enfaticamente a adoção de uma ferramenta especializada, capaz de oferecer proteção responsável contra esse tipo de ameaça. Dentre outras opções disponíveis no mercado, sugiro o Webcam Protection, da Steganos ― empresa alemã reconhecida mundialmente pela excelência de suas soluções de segurança digital, que combinam facilidade de uso com avançadas tecnologias de criptografia (como o Password Manager, o Online Shield VPN e o pacote Privacy Suite , apenas para citar as que já foram comentadas e sugeridas aqui no Blog).

Como o nome sugere, essa ferramenta ― integrante da versão mais recente (18) da Steganos Privacy Suite ― impede que pessoas não autorizadas acessem remotamente a webcam e microfone de computadores alheios. Com ela, bastam dois cliques (um em Privacidade e outro em Proteção da Webcam) para o usuário neutralizar a ação do enxerido creepware.

Para mais informações sobre o pacote de segurança digital da Steganos, visite o site do Privacy Suite em português.

A ANTA FALA... E DIZ QUE PENSA!!!

Segundo o site IMPRENSA VIVA, Dilma, a estocadora de vento, deu uma ótima notícia aos brasileiros neste final de ano, ao declarar que “não pensa em voltar à política”.

A notícia surpreendeu quem acompanha seus pronunciamentos desde quando ela foi defenestrada da presidência, mas não pela intenção declarada, e sim por ela afirmar que... “pensa”!

Disse ainda a saudadora da mandioca ― demonstrando, mais uma vez, seu total descolamento da realidade ― que “Lula é o grande presidente do Brasil”, sugerindo mesmo estar disposta a “ceder seu espaço” ao molusco abjeto. Uma atitude louvável, não fosse o fato de nenhum dos dois ter chance de disputar as eleições em 2018.

O estardalhaço que Lula vem fazendo sobre sua candidatura ― cuja viabilidade o PT tenta vender aos imbecis de plantão ― não leva em conta duas questões importantes. A primeira é Michel Temer contar com apoio parlamentar suficiente para barrar um (inoportuno) processo de impeachment, e mesmo que o TSE resolva (finalmente) cassar a chapa através da qual ele se elegeu vice da imprestável, maneiras de empurrar a coisa com a barriga até o apagar das luzes de 2018 não lhe faltarão (o grande risco, por assim dizer, é ele perder a capacidade de governar ― se der um golpe na Lava-Jato ou se Henrique Meirelles abandonar o Ministério da Fazenda, por exemplo). A segunda é o molusco petista boquirroto e parlapatão já ser réu em cinco ações penais ― e outras certamente virão quando que o ministro Teori Zavascki homologar os 77 acordos assinados dias atrás pelos delatores da Odebrecht, dentre os quais o próprio Emílio e seu filho Marcelo.

Observação: Só para relembrar, depois que foi conduzido coercitivamente para depor na PF na manhã do dia 4 de março passado, Lula foi denunciado em julho por obstrução da Justiça; em setembro no caso do tríplex; em outubro por favorecer a Odebrecht no BNDES e duas vezes em dezembro, a primeira por tráfico de influência na tramitação de medidas provisórias e a segunda por receber favores de empreiteiras.

Ora, se armaram aquela panaceia toda para tirar Renan Calheiros da linha sucessória presidencial, ainda que o Executivo e o Judiciário tenham costurado um acordo nos bastidores para preservar seu mandato e mantê-lo na presidência do Senado e do Congresso, não faz o menor sentido um penta-réu (por enquanto, pois espera-se para breve o próximo gol) ocupar a presidência da Banânia. Isso sem mencionar que, pelo ritmo que o juiz Sergio Moro imprime aos processos da Lava-Jato, é improvável que o molusco abjeto escape de uma condenação ainda em 2017 (e o mesmo talvez se aplique ao "cangaceiro das Alagoas", mas isso é outra história).

Por essas e outras, mesmo que algumas pesquisas alardeiem que Lula tem crescido nas intenções de voto ― e que venceria Aécio, Alckmin ou mesmo (Deus nos livre e guarde) Marina Silva nas próximas eleições presidenciais ―, essa conversa de candidatura não passa de mais uma tentativa desesperada de embasar o delirante ramerrão de que as investigações da Lava-Jato têm por objetivo inviabilizar sua participação no pleito. Lula está a um passo da cadeia, e ainda que os petralhas e a distinta militância vermelha continuem brincando de avestruz, ou seja, enterrando a cabeça na areia para não ver o perigo que os espreita, o retorno de seu amado líder ao Planalto é apenas uma “pirotecnia” do PT.

Volto a esse tema numa próxima postagem. Abraços a todos e até lá.

Confira minhas atualizações diárias sobre política em www.cenario-politico-tupiniquim.link.blog.br/

2 comentários:

Martha disse...

Oi Fernando
Realmente é assustador você pensar que não está seguro nem dentro de casa...
Claro que segurança completa é utopia mas saber que seus dados e sua imagem sozinha e/ou com outras pessoas podem viralizar é muito ruim.
Vou ver se acho alguma proteção freeware pois sei que a Steganos é paga. Ainda bem que uso PC e meu note antigo não tem câmera integrada.
Quanto ao restante:só mesmo esse povo sem cabeça para acreditar numa lorota dessas....
Como você bem disse...eles sabem que não há nenhuma chance mas ficam atirando para todos os lados.
Vamos aguardar com calma e ver o que 2017 nos reserva de bom....
Bjs e obrigada sempre!!!

Fernando Melis disse...

Oi, Martha.
Pois é, doutora, é o mundo em que vivemos.
A suíte da Steganos é paga, sim, mas não instale nada diferente antes de ler o email que vou lhe mandar no final da tarde, com uma sugestão que pode lhe interessar.
Beijos.