quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

WINDOWS 10 PERMITE DESLIGAR PC POR COMANDO DE VOZ

PERTO, DEVEMOS FAZER O INIMIGO ACREDITAR QUE ESTAMOS LONGE; QUANDO LONGE, DEVEMOS FAZÊ-LO ACREDITAR QUE ESTAMOS PERTO.

O Preview Build 1486, liberado pela Microsoft nesta semana para participantes do programa Windows 10 Insider, permite desligar, bloquear ou reiniciar o computador por comandos de voz.

Trata-se de mais uma novidade a ser testada visando pavimentar caminho para uma nova atualização abrangente do Ten, batizada de Creators Update, cujo lançamento deve ocorrer ainda no primeiro semestre de 2017.

Pena que para muitos de nós, que ainda nem conseguimos instalar o update de aniversário e, portanto, não dispomos da assistente Cortana, o comando Ligar/Desligar (do menu Iniciar) e o botão Power (do computador) continuam sendo as únicas alternativas que nos restam. Mas pelo menos elas funcionam.

Com PC World / EUA


OS VOOS DE PIMENTEL

O governador que decretou “calamidade financeira” em Minas Gerais e parcelou o salário do funcionalismo se arroga o direito de usar helicóptero oficial para buscar filho em uma festa de réveillon ― e como ainda autoriza a compra de duas novas aeronaves.

Sem embargo do resumo lapidar consubstanciado pela frase acima, vale lembrar que o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, é alvo de duas denúncias no âmbito da Operação Acrônimo e vem se equilibrando no cargo por uma conjunção de maioria na Assembleia Legislativa mineira e impasses jurídicos em Brasília (seus advogados recorreram com base no artigo 86 da Constituição Federal, que prevê a necessidade de aprovação de dois terços do Legislativo para a abertura de processo contra o chefe do Executivo, e o ministro Celso de Mello paralisou o trâmite da ação até que o plenário do STJ decida se aceita ou não a denúncia).

Pimentel é amigo de Dilma desde a militância estudantil. Quando ela caiu, as redes sociais reverberaram a campanha “Agora é Pimentel”. Para os investigadores, ele teria transformado o ministério em “agência de negócios”, alterando portarias para atender pleitos de segmentos empresariais em troca de doações para sua campanha e para ele próprio; para seus opositores, ele não tem condição moral de governar, notadamente depois que o empresário Benedito de Oliveira ― o Bené, como era chamado por Dilma quando era ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior em seu governo ― informou, em sua delação premiada, que a propina recebida do grupo CAOA não foi de “apenas” R$ 2 milhões, mas de R$ 20 milhões (sete dos quais teriam sido pagos no exterior, e o restante, usado em sua campanha).

Como já dizia Eça de Queiroz, políticos e fraldas devem ser trocados de tempos em tempos, e pelos mesmos motivos. Pimentel parece ter especial vocação para fazer na vida pública o que faz na privada. Detalhando melhor o episódio resumido no parágrafo de abertura, sua insolência foi flagrada por “câmeras indiscretas” no primeiro dia do ano, ao utilizar o helicóptero de prefixo PP-EPO, do governo estadual, para ir buscar o filho em Escarpas do Lago ― luxuoso condomínio a 300 quilômetros da capital mineira. O vídeo viralizou na Internet e causou protestos, notadamente entre os funcionários públicos, que há meses vêm amargando um escalonamento no pagamento dos salários.

Em sua defesa, o governador petralha afirmou que “o deslocamento do governador em aeronave está previsto em lei, e o uso é regulado por um decreto de Aécio Neves, de 2005, e que os ataques contra sua proba senhoria fazem parte de uma campanha insidiosa, de um ‘pequeno setor da oposição’ que conhece perfeitamente a lei e o decreto em questão, mas tenta atrapalhar e prejudicar o Estado em vez de ajudar a unir os mineiros no enfrentamento da crise”. A desculpa não colou, naturalmente, e servidores protestaram no dia seguinte, exibindo cartazes com helicópteros diante de um hospital público infantil onde os funcionários estão com os salários atrasados. Aliás, o que a nota da assessoria de Pimentel não mencionou é o que consta no artigo 2º do mesmo decreto: “A utilização de aeronaves oficiais será feita, exclusivamente, no âmbito da administração pública estadual, direta e indireta, para desempenho de atividades próprias dos serviços públicos” ― o que, evidentemente, não contempla a situação em tela. E ainda que não fosse ilegal, a coisa seria no mínimo imoral, na medida em que denota total descaso com a situação econômica do Estado, cuja dívida líquida atingiu, em agosto, 184% da receita.

Observação. Ironicamente, em outubro passado, o próprio Pimentel assinou um decreto restringindo o uso de aeronaves oficiais como parte do esforço para controlar os gastos públicos. Agora, a despeito de ter decretado “calamidade financeira” no Estado que hoje disputa com o RJ e o RS o epíteto de “Grécia Brasileira”, o petista autorizou o reforço da frota mineira de aeronaves com a compra de mais dois helicópteros AS350 B3, ao custo de R$ 21,8 milhões. Também ironicamente, as caudalosas denúncias de corrupção contra ele começaram precisamente em virtude de um avião: a Operação Acrônimo teve início em 2014, quando a PF apreendeu um jatinho que pousou em Brasília com uma soma significativa em dinheiro vivo e farto material de campanha de Pimentel.

Caso prevaleça o entendimento de que a Assembleia Legislativa não precisa autorizar qualquer investigação, a vida do petista ficará mais difícil. Seu destino dependerá apenas da Justiça, e não de aliados políticos. Se sobreviver às acusações, ele terá ainda de enfrentar um estado em crise e, agora, sem a ajuda dos antigos companheiros do Palácio do Planalto.

Como dizia minha finada avó, um dia a casa cai. Por mais que pegue carona em aeronaves oficiais, em algum momento esse imprestável vai cair.

Confira minhas atualizações diárias sobre política em www.cenario-politico-tupiniquim.link.blog.br/

2 comentários:

Martha disse...

Oi Fernando
Já fiquei nervosa com esse update...rsrsrs
Cada vez que penso que agora o Ten está estável vem mais uma surpresa.
A Cortana pode ser útil sim mas ainda acho que não convenceu...
Ela aparece de vez em quando dizendo que pode me ajudar nisso ou aquilo...
Nem sempre o que falo é compreendido por ela...não sei se sou eu que falo rápido ou é o microfone...rsrsrs
Quando você pergunta algo que ela entenda , a resposta se abre no Edge.
Aguardemos a sua melhora como assistente pessoal....
Quanto ao restante: pobres criaturas...a arrogância anda de mãos dadas com a estupidez e a falta de bom senso....
Oremos!!!!
Bjs e obrigada sempre!!!!

Fernando Melis disse...

Oi, Martha.
Não me lembro se numa matéria do Curso Dinâmico de Hardware ou se num dos livrinhos da Coleção Guia Fácil Informática, eu publiquei um haikai sobre o Windows, que dizia mais ou menos o seguinte:

'ONTEM FUNCIONAVA.
HOJE NÃO FUNCIONA MAIS.
O WINDOWS É ASSIM'

A Cortana é mulher, e geniosa, como toda mulher. Às vezes ela diz que o microfone não é adequado ou não está bem configurado, que ela não conseguiu ouvir ou entender, mas responde exatamente o que a gente perguntou.

Quanto ao fascínio dessa cambada de canalhas por mordomias e voos em aeronaves oficiais, leia a próxima postagem.

Beijos, obrigado sempre e até mais.