terça-feira, 30 de janeiro de 2007

Monitores de Vídeo - continuação...

Vamos dar sequência ao assunto em pauta, ainda que a postagem de ontem não tenha se tenha revelado "campeã de audiência" (até este momento, não havia qualquer comentário... onde estão meus visitantes assíduos? - risos). Enfim, passemos ao que interessa:
Para obter imagens de boa qualidade, é muito importante configurar adequadamente sua placa de vídeo. Para isso, dê um clique direito num ponto vazio da área de trabalho e escolha a opção Propriedades. As opções variam, mas na maioria dos casos você pode fazer ajustes na resolução, profundidade de cor e taxa de atualização (refresh).
Monitores de tubo podem ter sua resolução aumentada ou reduzida sem que a qualidade da imagem seja afetada, mas os LCDs devem operar na sua resolução nativa. Na tela das Propriedades de Vídeo, clique na guia Configurações e ajuste o controle deslizante sob Resolução da Tela. Presumindo que o Windows tenha detectado seu monitor adequadamente, a resolução nativa será a mais alta suportada pelo seu modelo específico.
Quanto mais cores o monitor exibir, mais realistas serão as imagens. A maioria dos modelos é capaz de suportar 32 bits, mas se sua placa gráfica for lenta, talvez você obtenha um melhor desempenho global do subsistema de vídeo reduzindo a qualidade de cor.
O "efeito flicker" (tremulação na tela dos CRTs) resulta de uma taxa de atualização baixa demais. Nos monitores de tubo, as imagens são redesenhadas constantemente por um feixe de elétrons que se movimenta em ziguezague (a taxa recomendável é de 72 Hz, para evitar desconforto visual). Nos LCDs, como não há renovação da tela inteira, uma taxa entre 40 e 60 Hz será adequada, a menos que o fabricante do aparelho recomende valores diferentes.
Em contrapartida, o tempo de resposta (tempo que um ponto leva para mudar de cor) das telas de cristal líquido pode incomodar alguns usuários (modelos antigos operam em torno de 20 milissegundos, gerando “fantasmas” nas imagens que se movimentam mais rapidamente, mas aparelhos mais recentes apresentam tempo menor - cerca de 8 milissegundos, embora haja opções de até 2 milissegundos e, nesse caso, quanto menor o tempo, melhor).
Bom dia a todos e até amanhã.
Postar um comentário