terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Video no PC

Semanas atrás, a Márcia e o Leo pediram que eu falasse um pouco sobre vídeo no PC, e eu resolvi aproveitar o post de hoje para abordar o assunto, sem prejuízo de lembrar que tanto a COLEÇÃO GUIA FÁCIL quanto a PRIMEIROS PASSOS têm publicações sobre esse tema (com informações conceituais, sugestões de programas e tutoriais detalhados e amplamente ilustrados), que também já foi objeto de algumas postagens aqui no Blog.
Passando ao que interessa, quase todos os PCs de fabricação recente já integram Combos ou gravadores de DVD, que costumam vir acompanhados de softwares para gravação e edição de vídeo. Além disso, o próprio XP oferece recursos nativos que podem até dispensar a instalação de programas de terceiros, facilitando a vida dos leigos e iniciantes que desejam assistir a um filminho em DVD ou visualizar clipes em sites como o YouTube (aliás, já publicamos diversas dicas sobre como baixar e converter arquivos .FLV para um formato que permita salvá-los e exibi-los a qualquer momento, mesmo estando off-line). Mas quem pretende ir mais além e baixar episódios inéditos do Lost, legendá-los e gravá-los em mídia para compor sua filmoteca, por exemplo, deve se preparar para enfrentar um período trabalhoso de aprendizado, sem falar que, do ponto de vista legal, esse procedimento é considerado pirataria.

Observação: Você até pode clonar seus DVDs (os seus, não os da locadora) para preservar as mídias ou assistir aos filmes também no sítio ou na casa da praia, por exemplo, mas dar de presente uma dessas cópias a um parente ou amigo para transgredir a lei (um tanto obscura, verdade seja dita) que regulamenta e protege os direitos de copyright e propriedade intelectual.

Voltando ao que interessa, dificuldades para executar um determinado arquivo de vídeo indicam que ele esteja danificado ou incompleto - situação comum em clips baixados da Web ou obtidos através de programas P2P (de compartilhamento de arquivos). Nesse caso, um programinha chamado Gspot (disponível em www.headbands.com/gspot) permite conferir facilmente a integridade do arquivo em questão, além de informar quais codecs (conversores) são necessários para reproduzí-lo e se eles se encontram ou não instalados em seu computador (via de regra, o DivX e o Xvid suprem as necessidades dos usuários comuns, mas é possível obter outros codecs em sites como o www.free-codecs.com, por exemplo).
Alguns drives de DVD são protegidos, e só permitem trocar de região até, no máximo, cinco vezes. No entanto, é fácil contornar esse problema com a ajuda de um utilitário como o DVD Region Free (disponível em www.dvdidle.com/dvd-region-free.html), que permite assistir a qualquer filme em DVD a partir da leitora de seu computador.
Se a imagem de um filme não lhe parecer satisfatória (a exibição for semelhante à de um canal normal de TV), clique na setinha abaixo do botão "Em Exibição" do Windows Media Player e, no menu suspenso será apresentado, existem diversas opções para ajustar a qualidade de reprodução do áudio e do vídeo.
O Windows Movie Maker - componente nativo do XP que também já foi abordado em alguns livrinhos das nossas coleções - permite importar codecs, editar arquivos de vídeo, adicionar efeitos especiais e salvar as alterações (para convocá-lo, clique em Iniciar > Todos os Programas > Acessórios > Entretenimento > Windows Movie Maker).
Note que você não precisa se limitar apenas a filmes em DVD ou obtidos via download: para explorar outras possibilidades, como assistir a programas de TV que estejam sendo transmitidos on-line em modo stream a partir de qualquer ponto do mundo, por exemplo, visite http://wwwitv.com (convém ter instalados tanto o Windows Media Player quanto o Real Player).

Observação: É possível capturar um quadro (frame) de um filme e salvá-lo como arquivo de imagem, só que para isso não basta simplesmente pressionar a tecla PrintScrn. mas sim dispor de algum programinha que ofereça essa funcionalidade, como é o caso do Nero ShowTime ou do Snagit (disponível em www.techsmith.com), que permitem capturar e editar trechos do vídeo facilmente.

Enfim, não sei se essas dicas e informações correspondem àquilo que os leitores tinham em mente ao fazer o pedido, mas espero que lhes sejam de alguma serventia.
Bom dia a todos e até mais ler.
Postar um comentário