segunda-feira, 2 de março de 2009

Hoax

Como a audiência do nosso Blog é "rotativa", acho improvável (embora não impossível) que alguém além de mim tenha lido todas os setecentos e tantos posts já publicados.
Por conta disso, mesmo sem querer ser repetitivo nas abordagens, alguns assuntos merecem ser revisitados, como é o caso do "hoax" (termo que pode ser traduzido como "boato" ou "alarme falso").
Acredito que todo internauta que disponha de pelo menos uma conta de e-mail já recebeu alguma mensagem em massa (enviada para múltiplos destinatários) dando conta de um novo vírus altamente destrutivo, por exemplo, e pedindo a todos que repassem o alerta para seus contatos. Isso porque, por qualquer razão que escapa à minha compreensão, existem pessoas que parecem se divertir criando falsas mensagens apenas para semear o pânico - além de sobrecarregar desnecessariamente o tráfego de dados pela Grande Rede, evidentemente.
Por outro lado, ainda que a esmagadora maioria desses alertas de vírus ou outras ameaças virtuais não sejam reais, eles podem ser danosos caso sugiram providências ou incluam links para "prevenir ou neutralizar as pragas inexistentes" - que, quando seguidos, infectam o sistema dos incautos com algum trojan ou spyware.
Vale salientar que, ao repassar esse tipo de mensagem para seus contatos - ainda que com a melhor das intenções - você estará contribuindo para disseminar mais rapidamente as "mentiras" criadas pelos desocupados de plantão. Então, antes de qualquer providência nesse sentido, verifique a veracidade das informações em sites como http://vil.mcafee.com/hoax.asp ou http://www.symantec.com/business/security_response/threatexplorer/risks/hoaxes.jsp (convém desenferrujar seu inglês).
Um bom começo de mês a todos e até mais ler.
Postar um comentário