sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Feliz Natal a todos!

A proximidade do final do ano traz o tradicional renovar-se de esperanças e expectativas por dias melhores - que Deus ouça e os Anjos digam amém a estas palavras - mesmo quando muitos apregoam o fim do mundo (ou do mundo como nós o conhecemos, dependendo da interpretação; saiba mais em http://porque2012.com/porque2012.html).


Observação: Vale relembrar as palavras de Epicuro (filósofo grego que viveu 300 anos antes do início da Era Cristã):
"A MORTE NÃO É NADA PARA NÓS. QUANDO EXISTIMOS, ELA AINDA NÃO ESTÁ PRESENTE; QUANDO ELA ESTIVER PRESENTE, ENTÃO JÁ NÃO MAIS EXISTIREMOS".


Outros, porém, fazem previsões mais otimistas e interessantes. É o caso de Manoel Lemos - engenheiro da computação e diretor-geral digital da Abril Mídia -, que se baseia na Lei de Moore (“profecia” de Gordon Earl Moore, co-fundador da Intel, segundo a qual o poder de processamento dos computadores dobraria a cada vinte e quatro meses) para prever que, no Natal de 2026, teremos microcomputadores mil vezes mais poderosos do que os atuais.
Se observarmos a evolução havida nas últimas décadas, notaremos que o avanço tecnológico é cada vez mais rápido. Para se ter uma idéia, a maior velocidade de conexão (discada) com a Internet, em 1996, era de 56 Kbps, e o disco rígido de maior capacidade mal alcançava 1,5 GB (e custava os olhos da cara). Hoje, alguns provedores já oferecem planos de até 100 Mbps, e é possível encontrar HDs de 2 TB por preços relativamente acessíveis. Presumindo que esse crescimento se mantenha pelas próximas décadas, em 15 anos teremos um aumento de capacidade de 1.024 vezes, e 1.000.000 de vezes nos 18 anos seguintes.

Feliz Natal a todos, um ótimo final de semana e até segunda, se Deus quiser.
Postar um comentário