sábado, 28 de outubro de 2006

Estado de Espera x Hibernação

Em meados de setembro eu falei da susceptibilidade do PC a distúrbios da rede elétrica e sugeri aos leitores que se precavessem de diversas maneiras (com tomadas de três pontos devidamente aterradas, no-breaks, estabilizadores de tensão etc.). Em vista disso, não faria sentido revisitar o assunto neste post - até porque você pode ler (ou reler) aqueles conteúdos clicando no link "Setembro", do lado direito da página inicial aqui do site. Mas faço esta remissão por conta da dúvida de um visitante quanto à diferença entre os "estados de animação suspensa" (Stand-by e Hibernate) dos quais podemos nos valer para economizar energia elétrica e racionalizar o uso do computador.
Vale salientar que a maioria dos PCs de fabricação recente já suporta nativamente esses recursos, de maneira que basta você clicar com o botão direito do mouse num ponto vazio do Desktop, escolher Propriedades, clicar na aba Proteção de Tela e no botão "Energia" para explorar diversas opções de ajustes bastante interessantes.

O Modo de Espera é um estado de baixo consumo de energia, no qual alguns componentes do PC são desligados, mas o sistema e os programas em execução continuam carregados na RAM, que permanece energizada. Geralmente, é só dar um clique com o mouse ou pressionar uma tecla qualquer para "despertar" o Windows e continuar trabalhando normalmente com a máquina.
Já a Hibernação é um "sono" mais profundo - a RAM deixa de ser energizada após seu conteúdo ser transferido para o HD, e o computador é totalmente desligado (você pode até desconectá-lo da tomada). Sua grande vantagem sobre o desligamento consiste na possibilidade de se acessar o Windows bem mais rapidamente do que no boot convencional - a propósito, todos os programas e telas voltam da mesma maneira em que se encontravam quando o sistema "adormeceu", embora possam ocorrer alguns probleminhas - eu prefiro encerrar os aplicativos em execução sempre que vou comandar a hibernação.
Convém lembrar a todos que que esses estados podem ser induzidos manualmente, via Menu Iniciar e opções de desligamento (pressione a tecla SHIFT para que o botão "Em Espera" alterne para "Hibernar"), ou pré-configurados através da janela das propriedades de energia.

Pode-se ainda fazer ajustes específicos para que o monitor seja desligado após dez minutos de inatividade, e os discos rígidos, depois de meia hora, por exemplo.
Também é possível determinar que o sistema entre em espera em duas horas, e passe daí para a hibernação ao cabo de mais 60 minutos - também por exemplo, porque cada usuário pode (e deve) escolher os intervalos mais adequados às suas preferências ou necessidades.
Se você tiver qualquer dúvida, é só escrever.
Abraços a todos e até amanhã (dia de eleição - vote consciente!).

Postar um comentário