terça-feira, 5 de dezembro de 2006

Lá vem água...

Gente, depois da chuva de ontem ter deixado boa parte de São Paulo literalmente submersa durante horas, talvez fosse mais apropriado decorar este post com a figura de um guarda-chuva (qualquer semelhança com a cobertura da manjedoura aí ao lado é mera coincidência). Mas como eu não sou adepto do humor negro, vou me limitar a lembrar os perigos que os temporais representam para usuários de computador (e outros eletro-eletrônicos em geral). Aliás, esse assunto já foi abordado aqui no blog, numa das primeiras postagens (acho que ainda no mês de Setembro ou logo no comecinho de Outubro). Enfim, o importante é ficar esperto: ainda que as tempestades com relâmpagos sejam mais perigosas (por conta dos possíveis picos de tensão que os raios possam causar na rede elétrica), chuvas torrenciais como as de ontem não raro acarretam problemas indiretos ao fornecimento de energia, que pode se tornar intermitente e/ou ser interrompido abruptamente. E o "desligamento" inesperado e inadequado do PC não só implica prováveis perdas de dados, mas também pode infligir graves danos ao equipamento, especialmente ao disco rígido.
Mesmo que esta recomendação possa parecer a mais pura exaltação do óbvio, não custa lembrar a todos que, diante do prenúncio de um temporal de grande magnitude, o melhor a fazer é encerrar os trabalhos em andamento e desligar o computador inclusive da tomada. E o mesmo vale para televisores, aparelhos de som, refrigeradores e companhia - nesse caso, não há perda de dados, evidentemente, mas isso não afasta o risco de queima do equipamento, especialmente se ocorrer um pico de tensão por ocasião do restabelecimento do fornecimento de energia.
Esperando que todos estejam devidamente munidos de escafandros e apetrechos que tais para enfrentar esta terça-feira, desejo-lhes um bom dia.
Amanhã, se Deus quiser e São Pedro permitir, voltamos aos nossos assuntos tradicionais.
Abraços e boa sorte!
Postar um comentário