terça-feira, 7 de junho de 2011

Revisitando os drivers (segunda parte)

Para checar os drivers do seu PC, abra o Gerenciador de Dispositivos (no XP, dê um clique direito no ícone Meu Computador, clique em Propriedades, acesse a aba Hardware e clique no botão correspondente) e verifique se existe algum sinal de alerta: um ponto de exclamação preto sobre fundo amarelo ao lado de um item, por exemplo, indica anormalidades (procure mais detalhes no quadro de propriedades). Já um “X” vermelho dá conta de que o dispositivo está desabilitado ou não possui driver instalado; um “i” azul, que ele está usando uma configuração manual de recursos; um ponto de interrogação amarelo, que o componente foi detectado, mas não possui um driver instalado.
A solução desses problemas varia um pouco conforme o caso, ou seja, se você acaba de adquirir um PC novinho em folha, se a máquina já tem algum tempo de estrada, se é um modelo de grife ou montado por um integrador independente, se o hardware é on-board ou off-board, e por aí vai.
Computadores de grife costumam trazer o sistema operacional pré-instalado, mas não é incomum os fabricantes deixarem a atualização dos drivers por conta do usuário, limitando-se a oferecer os programinhas nos CDs que acompanham a documentação do aparelho. Nesse caso, basta inserir as mídias na gavetinha (instale primeiro os drivers da placa-mãe e chipset e depois os dos demais dispositivos) e seguir as instruções do assistente de instalação.

Observação: Os drivers do chipset são imprescindíveis para o correto funcionamento do computador; quando eles não estão devidamente instalados, é comum ocorrerem travamentos, reinicializações aleatórias, falhas nas funções de energia e até o funcionamento errático da aceleradora gráfica.

Se você estiver reinstalando o sistema após ter usado o computador durante alguns meses (ou anos), o procedimento é o mesmo, conquanto os drivers que vieram nos CDs certamente estarão desatualizados, pois os fabricantes costumam lançar novas versões para corrigir bugs e ampliar os recursos de seus produtos. Nessas circunstâncias – ou se você não encontrar suas mídias –, será preciso fazer a atualização manualmente ou recorrer a um programinha que automatize esse processo.
Amanhã a gente continua.
Abraços e até lá.
Postar um comentário