terça-feira, 16 de setembro de 2014

NOTEBOOK DE RESPONSA

HÁ MAIS PESSOAS NO MUNDO QUE DETESTAM O MAL DO QUE PESSOAS QUE AMAM O BEM.

Até não muito tempo atrás, os notebooks (ou laptops, como eram mais conhecidos antes da virada do século) foram um sonho de consumo da maioria dos usuários de PCs, mas devido à configuração espartana, o preço elevado, a manutenção difícil (e cara) e o upgrade complicado, eles inicialmente eram usados quase que exclusivamente por executivos e pessoas cujo trabalho realmente demandasse mobilidade e portabilidade.
Hoje, todavia, a história é bem outra. A despeito de ter seu preço reduzido progressivamente nos últimos anos, os portáteis continuam mais caros que os modelos de mesa de configuração equivalente (e o mesmo se aplica a sua manutenção e expansão de recursos), mas ainda assim eles venderam mais do que pão quente, superando o número de desktops comercializados em 2010.   
Uma das grandes vantagens dos portáteis é sua capacidade de proporcionar ao usuário o melhor de dois mundos. Com um modelo de configuração adequada ao seu perfil de usuário, você elimina da mesa de trabalho trambolhos como o gabinete e o monitor e faz desaparecer num passe de mágica a incomodativa macarronada de fios e cabos. Caso não se acostume com o teclado e o touchpad do portátil, com menos de R$ 100 é possível adquirir um kit wireless que os substitui com vantagens (eu, particularmente, instalei também um jogo de caixas acústicas amplificadas, já que o som reproduzido pelos falantes nativos do meu ASPIRE não é lá grande coisa). E se resolver levar o note em sua viagem de férias, por exemplo, você terá apenas de remover o plugue das caixas, o receptor de sinal dos dispositivos sem fio e tirar o cabo da fonte de alimentação da tomada. Simples assim.
Já se a ideia for usar o note somente como substituto do PC mesa – e se a grana estiver sobrando para bancar uma belezinha cujo preço, conforme a configuração, varia de 9 a 12 mil reais –, não deixe de conhecer o poderoso (e volumoso) FULLRANGE G1743 MAX.

Na configuração intermediária, esse sonho dos gamers conta com tela Full HD de 17.3 polegadas, CPU INTEL CORE i7 2.8 GHz, 16 GB de RAM, duas aceleradoras gráficas GeForce GTX 880M/8 GB, SSD de 240 GB mais HD de 1 TB, tudo isso por “módicos” 4,4 Kg – peso que realmente não estimula levá-lo na mochila de um lada para outro.
Veja abaixo a análise desse aparelho feita pelo site Tecmundo:

Postar um comentário