terça-feira, 17 de março de 2015

MITOS DA INFORMÁTICA E DICAS SOBRE O QUE FUNCIONA PARA MANTER SEU PC TININDO


ESCOLHA UM TRABALHO QUE VOCÊ AME FAZER, E ASSIM NÃO TERÁ DE TRABALHAR UM ÚNICO DIA DE SUA VIDA 

MUITOS APLICATIVOS INSTALADOS DEGRADAM A PERFORMANCE DO SISTEMA?

Em uma única palavra, SIM. Mas como aqui a gente mata a cobra e mostra o pau, vamos detalhar essa resposta, começando por dizer que, embora seja um sistema extremamente versátil, o Windows não oferece todos os recursos de que necessitamos no dia a dia (e nem é essa sua função, que fique bem claro). Então, o usuário é obrigado a recorrer aos assim chamados aplicativos, e devido à profusão de freewares disponíveis para download, acaba instalando praticamente tudo que vê pela frente. Essa prática pode acarretar diversos problemas, a começar pelo aumento do consumo de ciclos de processamento e de espaço no HD e na RAM, que poderiam ser canalizados para tarefas mais úteis e produtivas.

Observação: Para entender isso melhor, pense no PC como um automóvel e imagine duas situações distintas: na primeira, ele leva somente o motorista; na segunda, trafega com cinco passageiros e respectiva bagagem. Como seu torque e potência não variam, na segunda hipótese se verifica uma queda brutal no desempenho (e um aumento proporcional no consumo de combustível, naturalmente).

Cada programinha instalado promove modificações no Registro importante banco de dados dinâmico que o Windows consulta a cada inicialização, modifica no decorrer da sessão e salva ao final, com as respectivas alterações e como quase nunca as desfaz quando de sua remoção, uma hora será preciso reinstalar o sistema para resgatar seu viço inicial. Isso sem mencionar que mesmo freewares de boa estirpe podem trazer PUPs (programinhas potencialmente indesejáveis), ou mesmo spywares, trojans, keyloggers, hijackers e malwares que tais.

Para não levar gato por lebre, acompanhe atentamente as telas que se sucedem durante a instalação e desmarque quaisquer adendos prescindíveis, mesmo que pareçam inofensivos. Se preferir, acesse o site do NINITE, marque as caixas correspondentes aos programas desejados e clique em Get Installer para baixar os instaladores livres de penduricalhos indesejáveis. 

Outra excelente opção é o UNCHECKY, que previne instalações casadas desmarcando os acréscimos abjetos. E caso o instalador tente embutir dissimuladamente quaisquer códigos estranhos, você será avisado, para que não os aceite por engano.  

Convém ser seletivo ao instalar freewares. Baixe-os somente dos sites dos respectivos desenvolvedores, de portais renomados (como UOL,TERRAGLOBO, etc.) e de repositórios confiáveis (como SUPERDOWNLOADSDOWNLOAD.COMTUCOWSFILEHIPPOGIZMO'S, etc.), e somente o faça depois de considerar a possibilidade de substituí-los por serviços online, que não ocupam espaço no disco, não consomem recursos do PC e, como dispensam instalação, não requerem posterior remoção.

LIMPAR O PREFETCH MELHORA O DESEMPENHO DO WINDOWS?


O assunto é controverso. O Prefetch é uma subpasta da pasta Windows que armazena uma lista dos programas acessados com maior frequência. Esses aplicativos ficam "pré-carregados", e assim podem ser abertos mais rapidamente. A Microsoft afirma não ser preciso excluir ou esvaziar essa pasta, mas há quem o faça visando acelerar o boot o que pode até funcionar, só que, em contrapartida, os programas em questão levarão mais tempo para abrir quando tornarem a ser convocados.
Fica a critério de cada um.


Abraços e até mais, pessoal.
Postar um comentário