segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

PAPAI NOEL NÃO TROUXE O IPHONE QUE VOCÊ QUERIA? ANIME-SE: NEM TUDO ESTÁ PERDIDO.

JUVENTUDE SÓ SE TEM UMA VEZ, E PELO RESTO DA VIDA SENTE-SE FALTA DELA.

O Natal se foi, e com ele seu sonho de ganhar um iPhone estalando de novo? Pois é, vai ver que a crise deflagrada pela nossa valiosa presidanta chegou até o Pólo Norte... Mas nem tudo está perdido.
Para quem não abre mão do modelo mais recente (que sempre chega ao mercado a preços estratosféricos), vale lembrar que, a cada novo lançamento, o preço das versões anteriores se torna mais, digamos, palatáveis. Demais disso, uma promoção das Casas Bahia em parceria com a Apple — codinome "nada separa você do seu primeiro iPhone" — facilita o pagamento do gadget dos seus sonhos em suaves prestações mensais.

O modelo 4S, por exemplo, lançado em 2010, mas que ainda recebe atualizações do sistema operacional, pode ser adquirido por R$ 1.357 em 23 parcelas de R$ 59 (ou à vista, por R$ 1.099). Note, porém, que o upgrade para o iOS 8, embora tecnicamente possível, acarreta uma significativa lentidão ao telefoninho.

Convém ter em mente que, com esse mesmo valor, é possível encontrar smartphones bem mais atuais, ainda que de outras marcas. Isso sem mencionar que, se você pesquisar em sites de buscas como o Buscape ou o Bondfaro, por exemplo, achará o 4S por menos de R$ 1.000.

Por último, mas não menos importante, assegure-se de que a loja online ou o distribuidor independente seja confiável, ou você poderá ter problemas como o relatado recentemente por uma consumidora de São José do Rio Preto, que comprou um iPhone 6 pela internet (através do site das Casa Bahia), efetuou o pagamento (cerca de R$ 3.000) e dias depois, em vez do tão sonhado telefone, recebeu uma caixa... um tijolo.

Leia abaixo a transcrição do comunicado endereçado pela assessoria de imprensa da rede à Oficina da Net:

A CasasBahia.com.br informa que o produto comprado pela cliente Talyta de Souza Lima foi adquirido em nosso site por intermédio da modalidade Marketplace, sendo vendido e entregue pela empresa AMKG. Após a ciência do relato da consumidora, o lojista foi consultado e, ato contínuo, foi acordado com a cliente o cancelamento da compra, com visualização do estorno entre uma ou duas faturas (de acordo com a data de corte/vencimento).
Os parceiros de marketplace (lojistas) da CasasBahia.com.br são criteriosamente analisados antes de iniciarem as vendas em nosso site. Nessa avaliação, é levantada, inclusive, a quantidade de reclamações em órgãos de Defesa do Consumidor. Uma vez aceitos em nosso site, são constantemente avaliados e monitorados por intermédio de uma nota interna. Se ela não for atingida, o lojista é descredenciado de forma temporária ou definitiva, como aconteceu com a AMKG desde 3 de dezembro.
A companhia se desculpa pelos eventuais transtornos e permanece à disposição para quaisquer esclarecimentos adicionais
.”

Como eu sempre costumo dizer, “cautela e canja de galinha não fazem mal a ninguém”.
Postar um comentário