segunda-feira, 11 de dezembro de 2006

Compras de Natal - Utilidade Pública

Vou adiar (mais uma vez) as dicas de personalização do Desktop e aproveitar o post de hoje para tratar de um assunto sazonal, mas muito importante.
Comprar sem sair de casa pode ser uma opção interessante, não só por evitar aquela correria com direito a trânsito congestionado, estacionamento difícil, chuva e o tradicional caos que se instala nas grandes cidades nesta época, mas também por proporcionar economia de tempo e dinheiro.
Ainda assim, vale lembrar que nem tudo são flores no jardim da Internet. Embora seja possível trocar um produto que não serviu, ou do qual você não gostou, a experiência demonstra que quando a coisa não "emplaca" de primeira, é dor de cabeça na certa. Isso sem falar do problema da insegurança virtual, que a gente já comentou uma porção de vezes aqui no blog. E como seguro morreu de velho, na hora de fazer compras em lojas "reais" ou virtuais, não custa atentar para algumas recomendações da FEBRABAN:

1. Nunca deixe seu cartão de crédito sem assinatura nem empreste-o a quem quer que seja. Tampouco permita que estranhos o examinem sob qualquer pretexto (pode ocorrer a troca do cartão sem que você perceba). E se não conseguir memorizar sua senha e precisar anotá-la, nunca guarde essa anotação junto com o seu cartão.

2. Solicite sempre a via do comprovante da operação e, antes de assiná-lo, confira o valor declarado da compra. Preste atenção na hora de digitar sua senha: confira se o campo no qual você a está digitando é realmente destinado à senha.

3. Evite que seu cartão seja levado para longe do seu campo de visão e tome cuidado para que ninguém observe a digitação da senha. Se estiver efetuando o pagamento em locais com máquinas manuais e a loja alegar que o comprovante não ficou bem decalcado, exija que tanto ele quanto a respectiva cópia carbono sejam rasgados e inutilizados. Ao receber de volta o cartão, confira se é efetivamente o seu.

4. Atenção para esbarrões ou encontros "acidentais": se isso ocorrer, verifique se o cartão que está em seu poder é realmente o seu. Se não for, comunique o fato imediatamente ao banco. Caso seu cartão seja roubado, perdido ou extraviado, entre em contato com a Central de Atendimento, peça o cancelamento e faça um boletim de ocorrência.

5. Em caso de retenção do cartão no caixa automático, aperte as teclas "ANULA" ou "CANCELA" e comunique-se imediatamente com o banco. Tente utilizar o telefone da cabine para comunicar o fato. Se ele não estiver funcionando, pode ser tentativa de golpe. Nesse caso, nunca aceite ajuda de desconhecidos, mesmo que digam trabalhar no banco, nem - muito menos - use celular emprestado ou digite sua senha em telefones celulares de terceiros.

6. Ao sair, leve cartões e talões de cheques de forma segura, sem deixá-los a mostra. Em viagem, não deixe bolsa ou carteira em locais de trânsito de pessoas.

7. Se for efetuar compras com seu cartão pela Internet, procure, antes, saber se o site é confiável e se tem sistema de segurança para garantia das transações. Atenção para e-mails de origem desconhecida, que aguçam a sua curiosidade ou que contenham mensagens como "Você está sendo traído"; "Seu nome está na lista de devedores do Serasa (ou do SPC)"; "Confira: fotos picantes". Esses e-mails costumam ser a porta de entrada para programas espiões que roubam as senhas do usuário e dão origem às fraudes. Na dúvida, delete o e-mail antes mesmo de abri-lo.

8. Mantenha seu sistema operacional e programas antivírus atualizados e troque periodicamente sua senha de Netbanking. Mantenha em local seguro e fora da vista de terceiros os dispositivos de segurança - como cartões de senhas e tokens (chaves eletrônicas). Evite acessar sua conta (Netbanking) a partir de computadores instalados em locais de grande circulação de pessoas, como cybercafés e lan-houses - e mesmo no seu local de trabalho ou estudo, já que o uso dessas máquinas é compartilhado com outras pessoas.

9. Se tiver qualquer dúvida em relação à segurança de algum procedimento, entre em contato com o Banco. Caso desconfie da página, clique na barra superior do browser e movimente a janela; se algum conteúdo não acompanhar sua movimentação, isso pode indicar a existência de um programa espião em seu computador.

10. Acompanhe atentamente os lançamentos em sua conta corrente; se constatar qualquer irregularidade, entre imediatamente em contato com seu Banco.

Bom dia e boas compras a todos.
Postar um comentário