segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Hora da faxina...

Quem se der ao trabalho de pesquisar certamente encontrará centenas de megabytes "perdidos" no HD por conta do armazenamento de inúmeros arquivos repetidos. Entretanto, remover esses “clones” não é tarefa simples; além de dar uma trabalheira danada, nem sempre é fácil identificar o que pode ou não ser apagado - já que alguns deles realmente precisam ser mantidos em dois ou mais locais distintos e, para piorar, as ferramentas de diagnóstico e manutenção costumam deixar a “bomba” nas mãos do usuário, a quem cabe definir o que fica e o que deve ser excluído.
Seja como for, a remoção de arquivos de imagem (fotos, figuras, etc.) duplicados ou triplicados - e geralmente volumosos - não costuma acarretar problemas, especialmente se você contar com a ajuda de um freeware como o DupliFinder (http://www.codeplex.com/DupliFinder).
Esse programinha analisa os arquivos e agrupa aqueles que são visualmente semelhantes (mesmo que tenham nomes e/ou tamanhos diferentes, ou que tenham recebido algum retoque leve), facilitando o descarte do lixo e a recuperação do espaço no HD.
E no caso de você esvaziar a lixeira e perceber que mandou embora alguma coisa que não devia ter apagado, veja se consegue recuperá-la com o Recuva (http://www.filehippo.com/download_recuva/), que é igualmente gratuito e funciona muito bem, inclusive depois de uma eventual formatação do disco.

Em Tempo: A ilustração de hoje é uma homenagem a Yemanjá, Orixá Rainha do Mar, cuja festa, na Bahia, se dá no dia 02 de Fevereiro (aqui pelas nossas bandas, por uma questão de sincretismo, o dia consagrado a Yemanjá é 08 de Dezembro).
Postar um comentário