quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Sutilezas

Dias atrás, um conhecido me contou que trouxe uma placa de vídeo de última geração do Paraguai, mas o “burro” do técnico não foi capaz de instalá-la – afinal, seu PC era off-board, bastava substituir a placa antiga pela nova, e blá, blá, blá... Entretanto, o "burro" da história não é bem o técnico: ainda que o PC do moço seja realmente off-board, as placas-mãe da época em que ele foi fabricado ainda não disponibilizavam slots PCI-E, sendo impossível, portando, o upgrade pretendido.

Observação: O PCI Express é um padrão de slots desenvolvido pela Intel para substituir o AGP e o PCI. No caso das placas gráficas, um slot PCI Express 16x pode ser de duas a quatro vezes mais rápido que um AGP 8x.

Esse exemplo mostra claramente que, a despeito da versatilidade da plataforma PC, existem “sutilezas” de hardware que podem pegar usuários desavisados no contrapé. Meu conhecido certamente não pagaria esse mico se, antes de viajar, tivesse procurado o técnico para saber qual a melhor opção de placa gráfica aplicável ao seu sistema.
Vale lembrar que, nos primórdios da computação pessoal, os microcomputadores utilizavam um único barramento geral, pois a convivência entre componentes rápidos (CPU e memória) e lentos (periféricos) não causava grandes prejuízos à performance do sistema. De uns tempos a esta parte, todavia, o desenvolvimento mais expressivo dos dispositivos rápidos propiciou o surgimento de novos barramentos (frontal bus, local bus, backside, de i/O, etc.).
Vale lembrar também que não devemos confundir barramento com slot. Os barramentos são conjuntos de trilhas elétricas que interligam todos os componentes do PC, e os slots, os conectores onde as placas de expansão (vídeo, som, modem, rede, etc.) são fixadas. Cada slot deve pertencer a um barramento, embora uma placa-mãe possa manter barramentos sem associá-los a slot algum – como era o caso do barramento ISA, anos atrás, que continuou existindo porque o controlador de drive de disquetes, alto-falante, portas seriais, paralelas e OS/2 ainda dependiam dele.
Até mais ler.
Postar um comentário