quinta-feira, 20 de outubro de 2011

CCLEANER


Embora ofereça recursos nativos para limpeza do disco, correção de erros, desfragmentação dos dados, gerenciamento da inicialização, desinstalação de aplicativos e etc., o Windows peca por não disponibilizar uma ferramenta capaz de corrigir erros no Registro, o que justifica a instalação de uma suíte dedicada como o freeware CCLEANER. Sua versão mais recente (3.10) conta com novos recursos e uma interface redesenhada, mas continua intuitiva e fácil de usar, já que concentra todas as funções em apenas quatro botões:

Limpeza” dá acesso a duas abas: a primeira remete a elementos do sistema e a segunda engloba diversos aplicativos instalados no PC que o CCLEANER identifica através de um algoritmo inteligente (as configurações-padrão atendem à maioria dos usuários; se você quiser fazer modificações, não deixe de consultar a Ajuda). Clique em “Analisar” para ver os itens passíveis de exclusão e o espaço que eles ocupam; dê um clique direito sobre qualquer um deles para mais opções ou simplesmente clique em “Executar limpeza” para eliminar o “lixo” de uma só tacada.

Registro” funciona basicamente da mesma maneira: clique em “Procurar erros”, aguarde a exibição da lista e, querendo, role a tela para obter informações adicionais. Também nesse caso um clique direito sobre um item qualquer exibe mais opções (tais como desmarcá-lo ou adicioná-lo à lista de exclusões), mas você pode simplesmente clicar em “Corrigir erros selecionados”, criar um backup das alterações (opcional) e seguir as instruções para finalizar o processo.

Em “Ferramentas”, você tem acesso a quatro módulos: o primeiro é apenas uma versão mais rápida do applet “Adicionar ou remover programas” do Windows, embora permita eliminar entradas que continuam listadas após desinstalações mal sucedidas; o segundo é uma versão descomplicada do Utilitário de configuração do sistema (se você quiser inibir a inicialização automática de algum programa, não clique na opção “Remover entrada”, mas sim em “Desativar”); o terceiro permite remover (individualmente ou por atacado) os pontos de restauração do sistema (com exceção do último, que é mantido por segurança), e o quarto, incorporado recentemente, sobrescreve os dados gravados nos drives fixos ou removíveis ou atua somente sobre o espaço não utilizado (tome muito cuidado, portanto, para não apagar irreversivelmente arquivos importantes).

Opções” dá acesso a ajustes complementares e informações sobre o programa (caso você pretenda alterar as configurações-padrão de Incluir, Excluir e Avançado, não deixe de consultar a Ajuda).

Amanhã a gente conclui; abraços e até lá.
Postar um comentário