quinta-feira, 19 de março de 2015

MITO OU VERDADE? DESATIVAR A RESTAURAÇÃO DOS SISTEMA E A HIBERNAÇÃO MELHORA O DESEMPENHO DO WINDOWS?

REMÉDIO DE POBRE DOENTE É SEPULTURA

DESATIVAR A RESTAURAÇÃO DO SISTEMA MELHORA O DESEMPENHO DO COMPUTADOR?

A Restauração do Sistema cria instantâneos do Registro e de arquivos essenciais ao funcionamento do Windows, e permite desfazer, mediante poucos cliques do mouse, a maioria das alterações malsucedidas que venham a comprometer a estabilidade do computador.

Esses “backups” são criados pelo próprio Windows, em intervalos regulares ou por ocasião da instalação de drivers ou patches. Também é possível cria-los por demanda antes de proceder a reconfigurações abrangentes no sistema, ou de instalar novos aplicativos, por exemplo.

Manter essa ferramenta ativa é altamente recomendável, até porque desabilitá-la não irá melhorar o desempenho do PC, apenas liberar o espaço reservado para armazenar os pontos de restauração, mas considerando que o padrão dos HDDs atuais é de pelo menos 500GB, abrir mão do recurso seria como se aventurar no mar sem um bote salva-vidas.

Observação: A quantidade de pontos depende do uso do computador, do espaço livre no HD e do percentual reservado para armazená-los. É possível apagá-los (todos, menos o último, que é mantido por segurança) com o utilitário de Limpeza de Disco ou a partir da tela das Propriedades do Sistema (nesse caso, também o mais recente é eliminado), mas eu recomendo fazê-lo com o CCleaner, que permite escolher individualmente os itens que serão suprimidos.

E A HIBERNAÇÃO?

Basicamente, o raciocínio é o mesmo do item anterior. O arquivo destinado a dar suporte à hibernação (hyberfil.sys) ocupa um espaço em disco correspondente ao tamanho da memória RAM, mas desativar o recurso só teria alguma utilidade prática se o percentual de ocupação do disco estivesse próximo dos 90%.

Observação: Ao hibernar, o Windows salva todo o conteúdo da RAM no huberfil.sys, e torna a carrega-lo quando o PC volta a ser ligado. Dessa forma, além de o “despertar” ser mais rápido do que no boot convencional, o sistema retorna exatamente como se encontrava quando “adormeceu” (inclusive no que concerne aos aplicativos e arquivos que estavam sendo executados).

Tenham todos um ótimo dia.
Postar um comentário