sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

IPAD PRO CHEGA AO BRASIL POR MAIS DE R$ 7 MIL, MAS É INDISCUTIVELMENTE UMA BELA SUGESTÃO DE PRESENTE PARA ESTE NATAL — SE VOCÊ AINDA TEM EMPREGO, SALÁRIO OU DINHEIRO NO BANCO. E VIVA O GOVERNO DO PT!

A MELHOR MANEIRA DE MANTER A SAÚDE É COMER O QUE NÃO SE QUER COMER, BEBER O QUE NÃO SE QUER BEBER E FAZER COISAS QUE NÃO SE GOSTARIA DE FAZER.

A nova versão desse simpático gadget traz tela de 12 polegadas em todos os modelos, que podem ser operados através de um teclado (Smart Keyboard) e/ou de uma canetinha (Apple Pencil). Assim, há quem sugira usar o brinquedinho como substituto do notebook, mas fazer isso é preciso quase tanta boa vontade quanto para achar que Dilma esteja fazendo um ótimo governo!    

Enfim, a qualidade da tela é excelente, a leitura não cansa a vista e os reflexos só atrapalham mesmo sob incidência direta de luz, mas a câmera tem baixa resolução (o que é inadmissível para um aparelho tão caro), o peso chega a incomodar quem tenciona levar o iPad a toda parte (e é para isso que ele serve, ou não) e a autonomia da bateria, embora seja bastante aceitável, não chega a ser suficiente para quem tenciona realmente usar o dito-cujo como substituto do PC. 

Mas o principal ponto negativo, a meu ver, é o preço estratosférico. Os modelos capazes de acessar a Internet somente via Wi-Fi saem por R$ 7,3 mil e R$ 8,6 mil, conforme a quantidade de memória interna (32 GB e 128 GB, respectivamente). Já o modelo com suporte ao 4G e espartanos 32 GB de memória custa absurdos R$ 9,7 mil (com metade disso você compra um note de excelente marca e configuração mais que suficiente para jogar games radicais e até rodar programas de edição de imagens e vídeos, por exemplo). Ah, se você quiser o teclado, prepare-se para desembolsar mais R$ 1,3 mil. Quer também a canetinha? Some outros R$749 ao “prejú”. É mole?

Para mais detalhes, clique aqui. Boas compras.

Passemos agora ao nosso tradicional humor de sexta-feira:



Postar um comentário