quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

COMO ACELERAR O ENCERRAMENTO DO WINDOWS

A despeito da evolução havida desde a pré-história da era PC, nossos computadores ainda não são capazes de ficar “prontos para uso” ou “trilhar o caminho inverso” com a mesma rapidez com que acendemos ou apagamos uma lâmpada com um toque no interruptor. No caso específico do desligamento, existe toda uma rotina – salvar arquivos, encerrar diversos processos e serviços, fazer o logoff, salvar as configurações do usuário, e por ai vai – que demanda tempo, notadamente se (por razões que agora não vêm ao caso) algum programinha mal comportado resolve deixar de responder. Por padrão, o XP aguarda 20000 milissegundos (ou seja, 20 segundos) para informar o usuário ou, dependendo da configuração, forçar o encerramento e concluir o desligamento, mas é possível apressar as coisas reajustando essa configuração via Editor do Registro. Para tanto:
1.   Clique em Iniciar>Executar, digite regedit e tecle Enter;
2.    Na tela do Editor, navegue até HKEY_CURRENT_USER\ControlPanel\Desktop;
3.    No painel direito, reduza o valor de WaitToKillAppTimeout e de HungAppTimeout. 
4.    Feche o Editor e reinicie o computador.

ObservaçãoCaso queira evitar que o sistema lhe pergunte, durante a finalização, se você deseja desativar um aplicativo travado, mude o valor de AutoEndTasks para 1.

No Seven, o tempo-padrão é de 14000 milissegundos, o que é já um progresso, mas você pode perfeitamente reduzi-lo também para 1 segundo (ou dois, ou três, ou cinco, se preferir). Para tanto, pressione a tecla com o logo do Windows combinada com a tecla R, digite regedit na caixa de diálogo e tecle Enter, localize a chave HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\CurrentControlSet\Control, ajuste para 1000 o valor de WaitToKillServiceTimeout, feche o Editor e reinicie o computador.

Evite reduzir demais esses valores, ou o sistema e os aplicativos não terão tempo suficiente para salvar devidamente as alterações. Eu convivi confortavelmente com 1000 milissegundos no XP e 4000 milissegundos no Seven, mas cada caso é um caso (sem mencionar que algumas ferramentas de manutenção podem reajustar essas configurações, ou por outra, desfazer as modificações que a gente implantou manualmente). Antes de proceder às modificações sugeridas, não deixe de criar um ponto de restauração e fazer um backup da chave do Registro envolvida no processo.

Abraços a todos e até mais ler.
Postar um comentário