segunda-feira, 11 de março de 2013

CAMPO DE BUSCAS - SEGURANÇA DIGITAL - MALWARES, BULLYING e afins



Tenho a satisfação de informar que nosso velho campo de buscas – inoperante já há algum tempo – foi devidamente removido. Agora, para pesquisar as postagens já publicadas e obter resultados classificados por data ou por relevância, basta digitar as palavras-chave no campo de buscas localizado no canto superior esquerdo da página – vide figura ao lado. Continua valendo a alternativa de abrir a página do Google, inserir os termos desejados seguidos de dois pontos (:), um espaço e o URL aqui do Blog, mas não recorra a ela sem antes testar o novo buscador, cujos resultados, a meu ver, superam as expectativas.

Passemos à postagem do dia:

Há muito que os vírus eletrônicos passaram de meros inconvenientes a ameaças reais, e a despeito de não haver consenso entre as empresas de segurança digital – que utilizam métodos diferentes para catalogar os malwares –, deve haver mais de um milhão de programinhas maliciosos nos espreitando logo abaixo da superfície aparentemente calma da Web. Para piorar, somos bombardeados dia sim, outro também, por uma enxurrada de spams e scams, que trazem desde publicidade não solicitada (mas legítima) a ofertas fraudulentas, links nocivos e códigos maliciosos com propósitos os mais variados.

Em face do exposto – e sem prejuízo do que já foi sugerido nas centenas de postagens sobre segurança publicadas aqui no Blog –, convém criar um endereço eletrônico exclusivo (preferencialmente num provedor gratuito e com um nickname que nada tenha a ver com seu nome verdadeiro) para compras online, fóruns de discussão, cadastros em websites e afins. No caso de precisar informá-lo em salas de bate papo ou programas de mensagens instantâneas, procure ocultá-lo das ferramentas automáticas usadas pelos spammers escrevendo você arr0ba seu provedor p0nt0 c0m ponto BR. E se você compartilha seu PC com outros usuários (especialmente filhos pequenos), oriente-os sobre o perigo de clicar indiscriminadamente em tudo que lhes aparece pela frente.
Falando em filhos pequenos, redobre os cuidados com o BULLYING . Embora seja difícil monitorar a molecada sem ir de encontro a uma muralha de resistência, mostre-se presente diante de qualquer suspeita de abuso e ajude a cria a bloquear quaisquer possibilidades de comunicação do agressor (contatos de email, redes sociais, Messenger, etc.). Em sendo o caso, registre uma reclamação junto ao seu provedor, entre em contato com a polícia local ou procure a delegacia especializada em crimes virtuais pelo e-mail 4dp.dig.deic@policiacivil.sp.gov.br ou pelo telefone 11 2221-7030 (em São Paulo). Em casos mais graves, constitua um advogado para processar o(s) responsável(eis).

Observação: O termo bullying remete a qualquer tipo de atitude agressiva destinada a provocar dor ou angústia para intimidar vítimas que geralmente não dispõem de capacidade de defesa e fere os princípios constitucionais de respeito à dignidade da pessoa humana, bem como o Código Civil, que determina que todo ato ilícito que cause dano a outrem resulta na obrigação de indenizar.

Cautela e canja de galinha não fazem mal a ninguém.

Até mais ler.
Postar um comentário