quarta-feira, 3 de março de 2010

Domando o rato

A popularização das interfaces gráficas em sistemas e programas fez do mouse um companheiro inestimável: hoje em dia, muita gente nem sabe que existe um prompt de comando e ignora solenemente os atalhos de teclado – que não raro oferecem mais rapidez e praticidade do que os cliques do simpático ratinho. No entanto, mesmo tendo esse dispositivo sempre à mão (literalmente), a maioria dos usuários não se lembra de que é possível proceder a algumas configurações que garantem uma utilização mais prática e confortável: basta abrir o Painel de Controle do XP e dar um duplo clique sobre o ícone que representa o mouse para ter acesso a uma telinha com cinco abas navegáveis.
A aba Botões permite inverter as funções dos cliques direito e esquerdo – útil para quem é canhoto ou está habituado a operar o rato com a mão esquerda –, ajustar a velocidade do duplo clique e ativar a trava do clique (assim, basta pressionar e soltar o botão do mouse para selecionar itens na tela ou arrastá-los para novas posições). A aba Ponteiros permite personalizar a aparência das diversas formas que o cursor assume, bem como decorá-lo com uma sombra (efeito tridimensional). Selecionando Opções do Ponteiro, você ajusta a velocidade e o grau de precisão na hora de selecionar um determinado item, configura a exibição de um rastro, oculta o cursor durante a digitação de textos e o faz reaparecer quando a tecla CTRL é pressionada. (A opção “Apontar para o Botão Padrão”, quando selecionada, leva o cursor automaticamente para a resposta padrão nas caixas de diálogo do Windows).
Finalmente, a aba "Roda" (Scroll) permite regular o passo de avanço (ou retrocesso) da rolagem da tela, e a aba Hardware dá acesso às configurações físicas do dispositivo (drivers e solução de problemas).

Observação: Se você quer acessar programas, arquivos, e até mesmo realizar pesquisas em sites utilizando o teclado em vez do mouse, clique aqui para conhecer - e instalar, se for o caso - o freeware Launchy.

Bom dia a todos e até mais ler.
Postar um comentário