quarta-feira, 16 de maio de 2012

WINDOWS 7 - REGISTRO

O Registro foi implementado no Windows a partir da versão 95. Atualmente, ele é composto por 5 chaves principais (até a versão ME, elas eram 6), que armazenam milhares de subchaves, seções e entradas de valores organizadas hierarquicamente.
Esse importante banco de dados é consultado a cada inicialização, modificado em cada sessão e salvo ao final, com as respectivas alterações. Considerando que edições indevidas ou mal sucedidas podem tornar o computador instável ou inoperante, assegure-se de que a Restauração do Sistema esteja ativada e crie manualmente novos pontos sempre que for instalar aplicativos ou fazer reconfigurações abrangentes (para mais detalhes, clique aquiaqui).
O uso normal o computador propicia o acúmulo de itens inválidos e a fragmentação do Registro, mas a Microsoft não oferece uma ferramenta nativa para otimizá-lo, deixando os usuários a mercê de produtos de terceiros. A maioria das suítes de manutenção se propõe a remover o “entulho”, mas poucas são capazes de desfragmentar e compactar os dados (justamente o mais importante).
O ERUNT – que realiza um ótimo trabalho no XP – não funcionou no meu Seven, embora a versão 1.1j seja supostamente compatível com sistemas x64 (para mais detalhes, clique aqui). Já o desfragmentador do Registro disponibilizado pelo WinUtilities funcionou direitinho no meu sistema, da mesma forma que sua ferramenta para backup e restauração do registro. Menos mal.
Outro programinha digno de nota é o Free Registry Defrag/Compact, cuja versão 3.0 oferece compatibilidade com o Seven de 32 e 64-Bits. O ideal seria utilizá-lo em conjunto com o Registry Clean Expert, do mesmo fabricante, mas, nesse caso, findo o prazo (15 dias) de avaliação, é preciso pagar US$ 29,95 pela versão atualizável por um ano ou US$ 37,50 pela opção Life Time Free Upgrade.
Já para dispor de um verdadeiro "canivete suíço" gratuito, reveja nossa análise
 do TweakNow PowerPack 2012.
Abraços e até mais ler.
Postar um comentário