terça-feira, 25 de julho de 2017

AINDA A SEGURANÇA DIGITAL ― WHATSAPP E ASSEMELHADOS


OS TUCANOS SÃO TÃO INDECISOS QUE, SE A CASA TIVER DOIS BANHEIROS, ELES CAGAM NO CORREDOR.

Ainda sobre o WhatsApp e a segurança digital, seguem mais algumas dicas para não ser pego no contrapé.

― Seja no WhatsApp, seja no seu computador (em chats ou emails), clicar em links suspeitos ou abrir arquivos enviados por desconhecidos é a pior viagem. Evite.

― Evite também responder mensagens recebidas de desconhecidos. Caso o remetente insista e você fique com a pulga atrás da orelha, a função bloquear é serventia da casa. Use-a.

― Seja seletivo em relação a mensagens que você repassa. As tais correntes e outras bobagens disseminadas em massa podem lhe parecer divertidas, mas essa não é, necessariamente, a opinião das vítimas, digo, dos destinatários a quem você as reencaminha. Sem mencionar que, repassando esse besteirol, você pode estar contribuindo involuntariamente para a propagação de pragas digitais e armadilhas criadas por cibercriminosos.

― Se receber mensagens com rumores sobre o WhatsApp (se é pago, se é gratuito, se amanhã vai fechar, etc.), ignore. A única fonte confiável de notícias acerca do aplicativo é a empresa que o desenvolve.

― O download automático pode até ser prático, mas apresenta, no mínimo, três inconvenientes: lota a memória do smartphone, sobrecarrega a conexão e expõe o usuário a riscos desnecessários (como se deparar com um conteúdo desagradável ou mesmo ser alvo de malwares disfarçados). Portanto, a recomendação é desativar.

― Cuidado com os “complementos”. Quanto mais popular for um aplicativo, mais visado pela bandidagem ele será. E mais acessórios serão criados para ele. O MSN Messenger já foi a bola da vez em sua época áurea, e agora o posto cabe ao WhatsApp. Portanto, instale apenas o que for realmente útil e faça o download somente a partir de fontes confiáveis, como a loja do próprio fabricante do software. A maioria dos malwares que infectam smartphones é disseminada por apps de origem suspeita.

O resto fica para a próxima vez. Até lá.



Quer saber por que o governo aumentou os combustíveis? Quem foi o culpado por mais esse descalabro? Por que o relatório da PF não encontrou provas de obstrução de justiça contra os caciques do PMDB? Assista ao vídeo a seguir:


Confira minhas atualizações diárias sobre política em www.cenario-politico-tupiniquim.link.blog.br/
Postar um comentário