terça-feira, 5 de dezembro de 2017

SÉRGIO MORO - BRASILEIRO DO ANO 2017


Faço uma pausa no meu retrospecto para parabenizar o juiz Sérgio Fernando Moro ― titular da 13ª Vara Federal de Curitiba e elemento-chave na cruzada da Lava-Jato contra a corrupção ―, por figurar entre os “BRASILEIROS DO ANO 2017“ eleitos pela revista ISTOÉ.

Uma resenha sobre o trabalho do magistrado pode ser lida tanto no site da revista quanto na edição impressa desta semana (que está nas bancas desde o último sábado).

Na matéria, são relembradas as prisões de diversos políticos poderosos ― como o ex-governador do Rio Sergio Cabral, o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha e os ex-ministros petralhas José Dirceu e Antonio Palocci ― e a condenação do ex-presidente Lula a nove anos e meio de prisão (decisão que, em sendo confirmada pela segunda instância e não havendo liminares marotas capazes de sustentar uma ilegalidade até o pleito, impedirá o pulha vermelho de tumultuar ainda mais o cenário político tupiniquim com sua desmedida ambição de voltar à presidência para adiar “sine die” o acerto de contas com a Justiça Penal).

Em pouco mais de 3 anos à frente da Lava-Jato, em seu incansável combate à corrupção, o juiz Sérgio Moro já condenou 114 réus, entre os quais políticos importantes, ex-diretores da Petrobras e alguns dos mais conhecidos empreiteiros brasileiros a penas que, somadas, passam de 2.000 anos de cadeia.

A homenagem (mais que merecida) de ISTOÉ acontecerá na noite desta terça-feira, 5 de novembro.

Visite minhas comunidades na Rede .Link:
http://informatica.link.blog.br/
http://cenario-politico-tupiniquim.link.blog.br/
http://acepipes-guloseimas-e-companhia.link.blog.br/
Postar um comentário