sexta-feira, 15 de julho de 2011

Carona? To fora! (e humor de sexta-feira)

Até alguns anos atrás, era comum termos um único PC em casa e compartilhá-lo com os demais familiares (o que nem sempre ocorria de forma pacífica, mas isso já é outra história).
Hoje, todavia, com o relativo barateamento do hardware, é comum “cada macaco ficar no seu galho”, embora seja igualmente comum todo o bando compartilhar a conexão com a Internet através de um roteador wireless estrategicamente posicionado, mas nem sempre devidamente protegido por senhas e outras políticas que visem impedir pessoas não autorizadas de pegar carona na sua conexão.
Esse procedimento varia conforme a marca/modelo do aparelho – de modo que você deve consultar o manual –, mas geralmente consiste em digitar o endereço do roteador em uma janela do navegador para acessar a interface de configuração via web e criar uma senha de acesso à rede. Aliás, da mesma forma como em ralação às demais senhas, convém você não usar seu nome ou o nome da rede, mas sim criar um password “forte”, combinando números com letras maiúsculas e minúsculas.
Note ainda que, em algum lugar na interface web de configuração do roteador, você irá encontrar um menu chamado Wireless, ou Status, com uma lista de todos os clientes conectados. Talvez não seja simples identificar quem é quem à primeira vista, mas será possível ver quantos aparelhos fazem parte da rede e, assim, saber se tem alguém sobrando.
Você pode identificar os clientes conectados através de seu MAC Address – um identificador único designado a cada aparelho conectado a uma rede. Para descobrir o MAC Address de um PC com Windows, clique em Iniciar > Executar, digite “cmd” (sem aspas), tecle Enter, digite o comando ipconfig /all, tecle Enter novamente e confira o MAC Address, que aparecerá listado como “Endereço Físico”.

Observação: Em smartphones Android, o caminho é Configurações, Conexões sem fio e rede, Configurações Wi-Fi. Pressione o botão Menu, clique em Avançado e confira o MAC Address listado como “Endereço MAC”. Em iPhones ou iPads, o caminho é Ajustes, Geral, Sobre (o MAC Address estará listado no campo chamado Wi-Fi).

Outra maneira (talvez mais simples) de conferir se alguém está viajando clandestinamente no serviço que você paga é baixar e instalar o freeware oferecido pela ZamZom, que exibe uma lista de todos os computadores “pendurados” na sua rede. No entanto, conhecer o MAC Address de seus dispositivos proporciona uma vantagem extra: a maioria dos roteadores Wi-Fi tem uma função que permite o acesso à rede apenas aos clientes com endereços conhecidos, adicionado uma camada extra de segurança além da senha.

Passemos agora à nossa tradicional piadinha de sexta-feira:

O sujeito ia com seu carro esporte por uma estrada do interior quando avistou um velhinho com uma vaca, pedindo carona. Ele resolve parar, mas diz que não há como a vaca acompanhar o carro.
Mas o velhinho garante:
— Tem problema não, seu moço. É só amarrar ela no pára-choque que ela vai.
Então eles seguem e o homem resolve brincar com a vaca e aumenta a velocidade gradativamente: 60, 80, 110, 120. E nada da vaca dar sinais de cansaço. Quando o velocímetro atinge 150 km/h, ele vê a vaca com a língua para fora e diz:
— Olha, meu senhor, eu disse que sua vaca não ia agüentar! Ela já colocou a língua pra fora.
O velhinho, sem se abalar, pergunta:
— Pra que lado tá a língua?
O homem, intrigado, responde:
— Para a esquerda.
— Ah, então encosta que ela tá pedindo passagem!

Bom f.d.s. a todos e até mais ler.
Postar um comentário