terça-feira, 18 de dezembro de 2012

DICAS DE NATAL - SMARTPHONES, CELULARES e BAURU DE ROSBIFE

Supondo que você tencione se presentear com um smartphone, não deixe de considerar o LG Optimus L7, que se destaca pelo design cativante (que lembra o do Galaxy S II, da Samsung), pelo sistema operacional moderno (Android 4.0.3), pela câmera de 5 MP com autofoco e flash e pelos recursos mais do que suficientes para o dia-a-dia. O preço fica em torno de mil reais, o que não é barato, mas em vista de outros modelos que custam mais do que o dobro...

Falando em Galaxy, os modelos II e III custavam R$ 1.699 e R$ 2.099, respectivamente, quando eu pesquisei no site da SAMSUNG. Claro que os preços variam ao sabor das promoções praticadas pelos lojistas, razão pela qual vale fazer uma busca no BONDFARO ou no BUSCAPÉ. No entanto, por algo em torno de R$ 900 você leva para casa o Galaxy S II Lite, que oferece display de 4 polegadas, processador de dois núcleos e memória interna de 8GB. Por outro lado, sua câmera é mais modesta que a de seus “irmãos maiores”, e o Android 2.3 ainda não tem previsão (no Brasil) de upgrade para a 4 ou 4.1.
Ainda muito caro para você? Então saiba que com R$ 500 é possível levar para casa um LG Optimus L3, com sistema Android 2.3, 1GB de memória (mais microSD), tela de 3.2 polegadas com resolução de 240 x 320 pixels e câmera de 3.2 MP. Mas se você se satisfaz com os recursos disponibilizados por um bom celular, sugiro conhecer o LG A290 (Tri Chip), ideal para quem deseja aproveitar as vantagens oferecidas por duas ou mais operadoras levando um único celular no bolso. O “brinquedinho” oferece câmera de 1.3MP, rádio FM, MP3 Player cartão micro SD de 2GB, além de uma autonomia de carga que chega a impressionar. Quando eu comprei o meu, em Junho, ele me custou R$ 299, mas agora já pode ser facilmente encontrado por R$ 249.  

Para fechar com chave de ouro, publico a seguir a receita do inesquecível BAURU DE ROSBIFE (esqueça aquela história de que bauru se faz com presunto) que eu degustava no Lírico, nos anos 80, conforme, aliás, comentei no post do último dia 13. Experimentem e depois me contem:

Você vai precisar de 1 peça de lagarto bem limpo – o tamanho varia conforme a quantidade de lanches que se pretende fazer; para algo em torno de 10 sanduíches, 1,5 Kg está de bom tamanho –, meia xícara de mostarda amarela; 4 dentes de alho grandes bem socados; 1 cebola grande picada; 1 colher de sopa de catchup; 1/2 xícara de molho inglês; sal, pimenta-do-reino e molho de pimenta vermelha a gosto.

Para preparar o rosbife:

1- Bata bem o lagarto e amarre-o com um barbante de modo que ele assuma uma forma arredondada e bem firme. Unte-o com a mistura de temperos e deixe-o na geladeira por pelo menos 12 horas (num saco plástico que você deve mudar de posição para que os condimentos sejam absorvidos por igual).
2- Doure a carne em óleo fervente (até que fique bem corada por todos os lados, sempre pingando pequenas porções de água quente na panela), acomode-a numa travessa refratária e leve ao forno por 1 hora e 30 minutos (borrifando molho de mostarda diluído em 1/2 xícara chá de água de tempos em tempos).
3- Deixe esfriar, leve o assado de volta à panela e regue com o restante do molho, adicionando água fervente até que todo o tempero que sobrou no fundo seja incorporado. Depois, é só cortar em fatias bem fininhas (preferencialmente com uma faca elétrica) e reservar.

Para fazer os lanches:

1- Derreta queijo prato, suíço, guyère e estepe (cerca de 30 g de cada para cada lanche) numa panelinha com um pouco de água quente, uma colher de sopa de manteiga e outra de vinagre (ou vinho) branco.
2- Corte pãezinhos franceses ao meio (no sentido horizontal), remova o miolo da parte superior, cubra a inferior com 5 ou 6 fatias do rosbife (cerca de 75 g) alinhadas no sentido transversal,  coloque sobre elas 3 rodelas finas de tomate e 3 de pepino em conserva.
3- Encha a “canoa” superior com a pasta de queijo derretido, salpique orégano e corte os sanduíches ao meio, na diagonal.

Bom apetite
Postar um comentário