quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

INTERNET MÓVEL – 3G/4G

Os celulares, que já foram bugigangas caras, desajeitadas e de serventia duvidosa, encolheram de tamanho e se tornaram quase que indispensáveis, notadamente após o advento das tecnologias 2G e do 3G, que agregaram mobilidade real à banda larga. Por outro lado, mesmo com os aprimoramentos prometidos pelo 4G, que deve começar a operar nas cidades-sede da COPA DAS CONFEDERAÇÕES em abril do ano que vem, as TELES precisam aprimorar substancialmente a qualidade dos seus serviços para alcançar o padrão de primeiro mundo, pois, aqui pelas nossas bandas, a velocidade mínima garantida não vai além de 10% do valor nominal e a franquia de dados é medíocre (quando o limite é atingido, ou o usuário paga os megabytes adicionais a peso de ouro, ou mata saudades da conexão discada, navegando a passo de tartaruga até o fechamento da fatura).
Se, ainda assim, você não resistir a esse “canto da sereia”, não deixe de comparar preçosvelocidadesfranquias e custos adicionais, além de consultar amigos e conhecidos que utilizem o serviço na sua região - jamais confie no mapa fornecido pelas operadoras, pois o sinal pode ser bloqueado pela topografia da região ou por um conjunto de edifícios, por exemplo (para saber mais, acesse minha sequência de postagens sobre celulares e smartphones).

Observação: 300% foi quanto aumentou o acesso à Web via celulares e tablets no Brasil, entre maio de 2011 e o mesmo mês deste ano. Atualmente, estima-se que sejam vendidos 121 milhões de tablets por ano, mas esse número deve subir para 416 milhões em 2017, superando os notebooks, que deverão vender 393 milhões no mesmo período.

Vale frisar que o pacote de dados mais barato pode não ser compensador. Para não ter surpresas na hora de pagar a fatura, além de ficar de olho no consumo, configure seu programa de emails para baixar somente os cabeçalhos das mensagens e impeça que o navegador exiba imagens (no IE9, em Opções da Internet, clique na aba Avançadas e, em Configurações, localize a seção Multimídia e desmarque a opção respectiva). Demais disso, considere a possibilidade de contratar um plano pré-pago, que custa entre R$ 0,33 e R$ 0,50 por dia e só é cobrado quando você o utilizar (para mais detalhes, limitações e que tais, visite os websites da TIM e da CLARO).

Um ótimo dia a todos.
Postar um comentário