segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

VOCÊ CONHECE O SEU TECLADO?

Considerando que a maioria de nós subutiliza boa parte dos recursos oferecidos pelo teclado, resolvi revisitar as funções das principais teclas e atalhos, lembrando sempre que os teclados são semelhantes entre si, mas não idênticos, de modo que questões específicas devem ser pesquisadas na documentação do equipamento ou no site do fabricante.
O teclado para PC costuma ter entre 101 e 104 teclas, embora haja modelos com menos de 90 e mais de 130. Já uma máquina de escrever portátil tem por volta de 50 teclas, mas como o layout QUERTY (adotado pela REMINGTON em meados do século XIX) continua sendo utilizado até hoje, a disposição das letras, numerais e acentos gráficos é praticamente a mesma em ambos os casos.
No Brasil, os padrões mais comuns são o ABNT e o ABNT2 (que inclui as teclas “ç” e “Alt Gr”).

Observação: A tecla Alt Gr produz o mesmo efeito que o pressionamento conjunto das teclas Ctrl e Alt, e geralmente é usada para facilitar a inserção de caracteres de terceira função (tais como º, ª, §, ₢, £, ¢) e, dependendo do modelo do teclado, prover acesso rápido a recursos especiais (controlar o brilho da tela e o volume do áudio, por exemplo).



Além das teclas de digitação – que dispensam maiores apresentações –, um teclado típico integra teclas de controle, função e navegação, bem como um bloco numérico (que pode não estar presente em alguns notebooks e modelos compactos para desktops). Tomando por base a figura acima, as teclas de controle da primeira fila são, da esquerda para a direita:

1.   Escapepermite sair de uma tarefa ou cancelar uma ação (por exemplo, se você abrir um menu e perceber que essa não era a tarefa desejada, pressione Esc para cancelar a ação);
2.   Print Screen captura um instantâneo da tela (que você pode salvar como arquivo de imagem no Paint, por exemplo, para enviar por email, postar na Web, ilustrar documentos de texto, etc.);
3.   Scroll Lockdesabilita determinadas funções em alguns programas (no Excel, por exemplo, você pode se valer dela para rolar uma planilha para baixo, mantendo o cursor numa célula selecionada);
4.   Pause Breakusada no DOS para pausar o processamento de dados e congelar a imagem exibida no monitor, essa tecla não tem grande utilidade no Windows, embora possa travar a tela (dependendo da marca e modelo do BIOS) para que o usuário possa ler as informações exibidas rapidamente durante o boot.

A ação das teclas de função (de F1 a F12) varia conforme o aplicativo em execução (voltaremos a esse assunto mais adiante). Já as três luzinhas na extremidade superior direita do teclado indicam que:

1.   Num Lockas teclas do bloco numérico estão disponíveis (com a luzinha apagada, elas emulam as funções das setas de navegação, como veremos mais adiante);
2.   Caps Locka tecla fixadora de maiúsculas se encontra acionada (o texto que você digitar será exibido em letras maiúsculas);
3.   Scroll Locka tecla de mesmo nome está ativada (isso não tem qualquer efeito na maioria das aplicações, mas em alguns casos pode alterar o comportamento das teclas de navegação PAGE UP/PAGE DOWN, permitindo rolar o documento sem modificar a posição do cursor ou da seleção).

Além das teclas de digitação, o bloco alfanumérico inclui também as teclas:

1.   TABlocalizada à esquerda da primeira fileira de letras e representada por duas setinhas sobrepostas e invertidas, é usada na tabulação de textos e permite mover o cursor vários espaços adiante (ou, num formulário, para a próxima caixa de texto);
2.   Back Space (retrocesso) – localizada no final da linha de algarismos e identificada por uma seta para a esquerda, apaga os caracteres à esquerda do cursor;
3.   Enterlocalizada à direita da primeira fileira de letras (e replicada no bloco numérico), move o cursor para o começo da próxima linha de texto ou, numa caixa de diálogo, seleciona a função realçada;
4.   Shiftpresente em ambos os lados do bloco numérico, alterna para o maiúsculo as letras digitadas e dá acesso a caracteres de segunda função (sempre que uma tecla tiver caracteres em dois níveis – como o acento circunflexo e o til, por exemplo –, o superior é acessado com o auxílio de Shift).

Sob o bloco alfanumérico, à esquerda da barra de espaços, ficam as teclas de controle Control (Ctrl) e Alternate (Alt). Acionadas isoladamente, elas não produzem efeito algum, mas dão acesso rápido a um vasto leque de funções quando combinadas com outras teclas (veremos isso em detalhes quando falarmos em atalhos de teclado).

Observação: A maioria dos teclados para desktops traz as teclas Ctrl e Alt dos dois lados da barra de espaços, além de outra, identificada pelo logo do Windows, que abre o menu Iniciar quando pressionada isoladamente (em conjunto com outras teclas, ela também dá acesso rápido a funções avançadas, como veremos mais adiante). Alguns modelos incluem ainda a tecla Menu, que emula o clique direito do mouse.

Amanhã a gente continua; abraços e até lá.
Postar um comentário