quarta-feira, 17 de abril de 2013

Windows 8 / BLUE / NINE e o futuro dos PCs



Segundo a STATCOUNTER, o Seven é o sistema operacional mais utilizado em todo o mundo (com 55,2% de participação). O XP, que lhe cedeu coroa manto e cetro após reinar por mais de dez anos, ainda mantém 21,3% da preferência dos usuários, ao passo que o recém-lançado Eight mal ultrapassa a marca dos 4% – ficando abaixo, portanto, do Mac OS e do malfadado Windows Vista.

Observação: Dá algum trabalho, mas continua sendo possível comprar desktops de grife e laptops com o Seven pré-instalado pelos fabricantes, a despeito do esforço que a Microsoft vem envidando para nos empurrar seu mais novo rebento – que, convenhamos, casa melhor com tablets e smartphones (mas fique longe da versão RT).

Resultados como esses – combinados com o fato de o mercado de PCs estar estagnado já há dois anos (enquanto os smartphones e tablets continuam vendendo feito pão quente) – são mais um prego no caixão da boa e velha área de trabalho. Aliás, o Windows Blue (atualização do Windows 8 que vazou na Internet, dias atrás) deixa clara a intenção da Microsoft de ampliar a penetração da Modern UI, com seus “blocos dinâmicos” e telas sensíveis ao toque. A rigor, o próprio Eight foi projetado de maneira dispensar o acesso ao desktop, a não ser para rodar um programa legado ou fazer alguma configuração específica no Painel de Controle.
Claro que essa transição deverá ocorrer de maneira gradual, amparada por um ciclo anual de atualizações do Windows que afastará progressivamente os usuários do desktop, quase se que eles se deem conta. Demais disso, a Windows Store precisa recuperar seu ritmo de crescimento para que a nova interface possa realmente dominar o Windows já próxima edição (Nine), como parece ser a intenção da dona Microsoft.
Enfim, quem viver verá. Abraços e até mais ler.
Postar um comentário