terça-feira, 21 de setembro de 2010

Substituição de Fontes e Fontes Essenciais

Vimos na postagem de 24 de maio passado que as FONTES (tipos de letras) são vorazes consumidoras de recursos do sistema, e que, a despeito de haver inúmeros sites que disponibilizam uma variedade absurda delas, não convém adicionar coisas que você dificilmente irá utilizar. Aliás, lembro-me de ter instalado certa vez uma quantidade tão grande de fontes no meu velho 486, que o pobre não conseguiu mais carregar o Windows (acho que está tentanto até hoje - risos).
Mesmo assim, isso não significa limitar-se a usar somente as fontes que acompanham o sistema, mas sim ser seletivo ao fazer acréscimos: ao se embeiçar por uma fonte diferente, só a instale se tiver certeza de que ela realmente lhe será útil - e isso vale também para os famosos “inutilitários” oferecidos às carradas na Web, que geralmente entopem o disco e consumem recursos sem oferecer qualquer contrapartida prática ao usuário.
Uma boa idéia nesse sentido é combinar a inclusão de novas fontes com a exclusão daquelas de que você já dispõe, mas raramente utiliza. Para tanto:

• Vá ao Painel de Controle e abra o mini-aplicativo Fontes.
• Para visualizar o aspecto de uma fonte, dê duplo clique sobre o ícone respectivo.
• Para instalar uma nova fonte, clique no menu Arquivo, selecione a opção "Instalar fonte nova" e, na janela "Adicionar fonte nova", localize a fonte desejada, selecione-a na "Lista de fontes", clique em "OK" e reinicialize o sistema.
• Para remover fontes, dê um clique direito sobre o modelo em questão e selecione a opção “Excluir”.

Observação: Convém tomar cuidado para não desinstalar as fontes-padrão Windows (e suas variações), tais como as ARIAL, COURIER, COURIER NEW, MODERN, MS SANS SERIF, ROMAN, SCRIPT,SMALL FONTS, SIMBOLS, TIMES NEW ROMAN e WINGDINGS. Na dúvida, evite remover qualquer fonte marcada com um A em vermelho ou cujo nome seja iniciado por MS.

Bom dia a todos e até a próxima.
Postar um comentário